Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

IURD E IMPD CONSIDERADAS SEITAS

Imagem
Essa semana li que o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, considerou a IURD e a IMPD, seitas, e necessário é, que pessoas oriundas dessas denominações sejam rebatizadas e façam profissão de fé. Louvável o posicionamento da IPB. Há muito tempo se espera, pelo menos das grandes denominações evangélicas do Brasil, a definição do que é, e do que não é, CRISTIANISMO. A Bíblia já define bem, mas é preciso ensinar nos púlpitos. O povo cristão tem sede de ensino e exposição bíblica, algo raro até nos mais "sinceros" púlpitos deste país.


Como podemos considerar pastor cristão, alguém que não prega o Evangelho da Cruz? Como podemos considerar cristianismo algo tão contrastante com os ensinos bíblicos? Podemos considerar cristianismo algo, pelo simples fato de "crer" na Bíblia ou fazer uso dela no rito?
As grandes corporações que pregam a teologia da prosperidade, que incluem promessas de riqueza, saúde, bons relacionamentos, cura interior, libertação de demônio…

O Evangelho de uma nota só!

Imagem
Infelizmente o evangelho que tem sido pregado por parte de alguns dos evangélicos é o evangelho de uma nota só. Este evangelho ao contrário do evangelho dos evangelhos, anuncia o amor de Deus e esquece o juizo eterno; prega prosperidade e nega solidariedade; fala de fé e não confessa pecados; propaga a vitória, e nega a cruz.


A Música "faz um milagre em mim" de Régis Danese é um claro exemplo deste tipo de "evangelho". A canção em questão tem sido um dos HIT´s mais cantados pelos evangélicos neste ultimos tempos levando multidões a entoarem sensibilizadas o refrão: " Entra na minha casa, entra na minha vida." No entanto, a canção de Danese, retrata um Zaqueu bem diferente do relatado pelas Escrituras. Isto porque, ela aponta para um tipo de pessoa que até convida Cristo para entrar no seu lar, sem contudo, evidenciar frutos de arrependimento.
O texto bíblico ao contrário da canção é claro em afirmar que Zaqueu ao encontrar-se com o Senhor, se dispôs a doar…

BOTA DE PÍTON ?

Depois de pedir para tocar os tambores e dançar “profeticamente” no ritmo baiano, agora uma famosa “adoradora” brinda-nos com uma nova estratégia que pretensamente Deus lhe deu para vencer os principados de píton e do boiadeiro!


“Uma profeta teve uma visão”? Se os neopentecostais místicos pelo menos lessem a Bíblia — especialmente Apocalipse 2.20-22 — saberiam, sem precisar conhecer a língua portuguesa, que o feminino de profeta é profetisa!


“Barretos é do Senhor Jesus”? Por que não o Morro do Bumba, em Niterói? Por que não o Morro dos Prazeres, no Rio de Janeiro? Aliás, não foi no apoteótico show do “Santódromo” que a aludida “adoradora” profetizou bênçãos mil para a Cidade Maravilhosa?


“Principado de piton”? “O senhor me levou a comprar uma bota de cobra”? Não é piton, prezada “adoradora”! É píton! Aliás, isso tudo não nos faz lembrar da pitonisa de En-Dor?


A “adoradora” diz ainda que teve encontros tremendos depois que comprou essa bota... Deus agora precisa de artifícios para operar?…