terça-feira, 31 de julho de 2012

A família sob ataque




A família brasileira está encurralada por crises medonhas. Há uma orquestração perversa contra essa vetusta instituição divina, com o propósito de solapar seus alicerces e desconstruir seus valores. Abordaremos, aqui, quatro forças poderosas que se voltam contra a família nos dias presentes.

1. A mídia televisiva. A televisão é ainda o mais poderoso instrumento de comunicação de massa em nossa nação. É considerada o quarto poder. A televisão brasileira é conhecida em todo o mundo pela sua descompostura moral. As telenovelas brasileiras são as mais imorais do mundo. Talvez nunhum fenômeno exerça mais influência sobre a família brasileira do que as telenovelas da Rede Globo. O argumento usado para essa prática é que a televisão apenas retrata a realidade. Ledo engano. A televisão induz a opinião pública. Ela não informa, mas deforma. Não esclarece, mas deturpa. Agora, de forma desavergonhada a televisão brasileira abraçou a causa homossexual com o propósito de induzir a sociedade a aceitar como opção legítima a relação homoafetiva. Não se trata de um esclarecimento ao povo sobre o referido assunto, mas uma indução tendenciosa. Os programas que tratam da matéria são feitos com a intenção de escarnecer dos valores morais que sempre regeram a família e exaltar a prática homossexual, que a Escritura chama de um erro, uma torpeza, uma abominação, uma disposição mental reprovável, uma paixão infame, algo contrário à natureza (Rm 1.24-28).

2. A suprema corte.
A suprema corte brasileira, o Supremo Tribunal Federal, por unanimidade, legitimou os direitos da relação homoafetiva. A nação brasileira já colocou o pé na estrada do relativismo moral, da absolutização do erro, do desbarrancamento da virtude, da conspiração irremediável contra a família. Os juízes de escol da nossa nação reconheceram como legal e moral a relação de um homem com um homem e de uma mulher com uma mulher. Precisaremos, portanto, redefinir o verbete casamento e criar um novo conceito para família. Estamos colocando os valores morais de ponta cabeça. Estamos desmoronando o que Deus edificou. Estamos nos insurgindo não apenas contra a família, mas contra o próprio Deus que instituiu o casamento e estabeleceu a família. Desta forma, julgamo-nos sábios, tornamo-nos loucos, pois ninguém pode desfazer o que Deus faz e ninguém pode insurgir-se contra Deus e prevalecer.

3. O ministério da educação. Com os recursos suados dos trabalhadores brasileiros que, com dignidade lutam para o progresso da nação, o ministério da educação está lançando um kit gay, para ser distribuído nas escolas públicas, cuja finalidade, mais uma vez, não é esclarecer crianças e adolescentes sobre a sexualidade, mas induzi-los à prática homossexual. Querem tirar das famílias o privilégio de orientar seus filhos. Querem domesticar a consciência das nossas crianças, induzindo-as a essa prática que avilta o ser humano, escarnece da família e afronta ao criador. É preciso tocar a trombeta aos ouvidos da sociedade, para repudiar essa iniciativa infeliz do ministério da educação, que em vez de sair em defesa da família, e promover a educação, lança sobre ela seus dardos mais mortíferos.

4. O congresso nacional. Está na pauta do congresso nacional um projeto de lei que visa criminalizar aqueles que se manifestarem contra a prática homossexual, contrariando, assim, a constituição federal, que nos faculta a liberdade de consciência e de expressão. Contrariando, outrossim, os preceitos da Palavra de Deus que, considera a relação homossexual como algo contrário à natureza e uma abominação para Deus (Lv 18.22; Rm 1.24-28; 1Co 6.9-11). Essa lei visa não apenas legitimar o ilegítimo, tornar moral o imoral, mas também, punir com os rigores da lei, aqueles que, por dever de consciência, não podem se curvar ao erro. Povo de Deus, não podemos nos calar diante dessas ameaças!

Rev. Hernandes Dias Lopes       Fonte:hernandesdiaslopes.com.br
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

“QUEM FALA MAL DO PASTOR COSPE NA CARA DE DEUS”, DIZ RENÊ TERRA NOVA


AMADOS,ALGUÉM AINDA TEM DÚVIDAS SOBRE ESTE HOMEM QUE É ENVIADO DE SATANÁS PARA LEVAR MUITOS AO INFERNO?

MARIO
Por Mikaella Campos



Em Congresso do Ministério Internacional da Restauração (MIR 12) realizado em Vitória, no Espírito Santo, o patriarca Renê Terra Nova resolveu exortar os seguidores para um detalhe importante na fé. Segundo ele, o crente precisa ter cuidado ao falar “mal” de um líder religioso. Esse mal não tem conotação de intrigas e fofocas, mas sim de questionar e não aceitar o pastor como um mensageiro fiel da Palavra. Com um tom de voz alto e expressando ter autoridade, o pai-apóstolo disse que quem “bate” num pastor está batendo em Deus. Logo em seguida, com o objetivo de criar ainda mais medo nos discípulos, ele acrescentou: “Quem fala mal do pastor cospe na cara de Deus”.

Para basear o seu argumento, o pós-moderno apóstolo usa a referência bíblica de Números, capítulo 12. O texto mostra o episódio em que Arão e Miriam criticam Moisés por ter se casado com uma mulher etíope. Eles questionam se Deus realmente só falaria com Moisés.

“Será que o Senhor tem falado apenas por meio de Moisés? Também não tem ele falado por meio de nós?” (Números 12.2).

Nos versos adiante, Miriam, devido às suas dúvidas, é punida pelo Senhor, ficando leprosa.

Ao citar esse texto, Renê Terra Nova tenta mostrar ao rebanho que os pastores do seu movimento, da Equipe M12, como ele chama, não podem ser colocados em xeque. Ou seja: fica claro que não se deve questionar as doutrinas ensinadas mesmo que elas se baseiam em conceitos heréticos. A partir desse pensamento podemos concluir que quem ousar pensar diferente do seu líder corre risco de ser castigado por Deus.

Ainda nesse sentindo Renê manda os discípulos a falarem para o colega ao lado assim: “Nunca fale mal de mim, pois amanhã eu posso ser seu líder”.

A intenção desses lobos em pele de pastores, como o Terra Nova, é apresentar uma verdade própria inquestionável. Para eles, a palavra do pastor é sinônima à palavra de Deus. Tudo que sai deles está no mesmo pé de igualdade aos valores de Deus. A igreja tem a necessidade de receber aquela informação e de respeitá-la como uma visão profética, que vem dos altos céus.

“Os líderes são meninas aos olhos de Deus. Por meio deles, muitos aqui vão receber a transferência da benção”, disse Renê.

Nessa frase, esse pastor demonstra uma ideia que tem sido difundida no meio neopentecostal e que tem criado raízes até nas igrejas históricas: a soberania do pastor. Ele é visto como um instrumento santificado. Podemos chamar esse tipo de situação de uma idolatria descarada. E pastor que prega isso e tenta de qualquer forma ficar na mesma posição de Deus age com o espírito do anticristo. O desejo é se sentar no trono de Deus.

“Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daquele dia virá à apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição. Este se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, a ponto de se assentar no santuário de Deus, proclamando que ele mesmo é Deus”. 2 Tessalonicenses 2.3-4
“Somente deveis portar-vos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos veja, quer esteja ausente, ouça acerca de vós que estais num mesmo espírito, combatendo juntamente com o mesmo ânimo pela fé do evangelho. E em nada vos espanteis dos que resistem, o que para eles, na verdade, é indício de perdição, mas para vós de salvação, e isto de Deus”. (Filipenses 1.27-28)
Outra questão importante, amados irmãos, é que só existe uma profecia que não pode ser colocada à prova. E ela é a Palavra de Deus, na qual chamamos de Bíblia.

“O que receio, e quero evitar, é que assim como a serpente enganou Eva com astúcia, a mente de vocês seja corrompida e se desvie da sua sincera e pura devoção a Cristo. Pois, se alguém lhes vem pregando um Jesus que não é aquele que pregamos, ou se vocês acolhem um espírito diferente do que acolheram ou um evangelho diferente do que aceitaram, vocês o suportam facilmente. Todavia, não me julgo nem um pouco inferior a esses “super-apóstolos”. Eu posso não ser um orador eloquente; contudo tenho conhecimento. De fato, já manifestamos isso a vocês em todo tipo de situação” (2 Coríntios 11.3-6)

“Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade. Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai”. 1 (João 2.21-23)

“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já dissemos, agora de novo também digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo”. Gálatas 1:7-12
Todas as outras visões, revelações, profecias extras bíblicas precisam ser analisadas à luz da Palavra. Por isso, devemos aprender com os bereanos, povo que ao receber a Mensagem da Cruz teve interesse em compreendê-la e para isso se voltou para as escrituras para ver se a história era fiel aos anúncios dos profetas.

“Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo”. (Atos 17.11)
Quero deixar claro neste texto é que não estou incitando ninguém a desrespeitar seu pastor. Na verdade, toda a igreja precisa ter um líder e ele é realmente chamado por Deus para ser responsável por cuidar da vida dos seus filhos. No entanto, é importante saber que os pastores são homens, sujeitos a erros e à arrogância. Muitos aproveitam de suas condições para fazerem do evangelho uma missão própria, negando-se a condição de servo para se submeter à condição de um deus-homem, braço direito do Senhor no mundo terreno.

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra. (Filipenses 2.5-10)
Sola scriptura!

***

Mikaella Campos é jornalista, fascinada pela Verdade, perseguidora das heresias, e parceira do Púlpito Cristão. Edita o blog Minha vida em Cristo Sem Heresias. Divulgação: Púlpito Cristão e Jesus é o Senhor
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Um falso profeta, filho do diabo que comercializa a graça de Cristo me tirou do sério


Por Renato Vargens



Eu odeio a teologia da prosperidade. Repudio veementemente esses falsos profetas que comercializam a fé.


Pois bem, no sábado, um pastor (que de pastor não tem nada) pediu no Facebook ofertas para comprar um data show para sua igreja. O problema e que o sujeito, na maior cara lavada disse que teve uma revelação de alguém que tinha um familiar em casa com câncer, e pediu a este, via Facebook, uma oferta para a compra do data show, em troca, ele oraria pelo doente com a promessa de cura.
Caro leitor, ao ver aquela maldita mensagem na minha timeline fiquei profundamente indignado o que me levou imediatamente a confrontar esse profeta da mentira.
Após a minha confrontação o "profeteiro de Genézio", retirou o post, no entanto, não satisfeito, e desejoso de tirar dinheiro de alguém, esse falso profeta escreveu outro post pedindo ofertas individuais de R$ 20,00 para a compra do data show, dizendo que todos aqueles que contribuíssem seriam abençoados, no entanto, para isso deveriam lhe mandar o comprovante de depósito, para que em troca ele pudesse fazer uma oração. O safado, disse que subiria ao monte e intercederia por aqueles que contribuíssem financeiramente.

Prezado amigo que loucura é essa? Como é que alguém pode fazer uma coisa dessa? Isso é desonestidade! Esse não é o Evangelho do meu Senhor!
Confesso que fico enojado com essa raça de gente que só pensa em dinheiro e que comercializa o Evangelho da Salvação Eterna.
Estou cansado deste plilantras fabricantes de falsas doutrinas e atos proféticos descabidos e burrificados. Estou cansado das invencionices apostólicas. Já não aguento mais, ouvir tanta bobagem. Sinto-me perplexo com inúmeras aberrações! Não aguento mais ouvir a cada dia a noticia de falsos profetas que vendem a fé e comercializam a graça de Cristo.
Pois é, isto posto, chego a conclusão que mais do que nunca necessitamos voltar as ESCRITURAS. O reformador João Calvino costumava dizer que o verdadeiro conhecimento de Deus está na Bíblia, e de que ela é o escudo que nos protege do erro. Em tempos difíceis como o nosso, precisamos regressar à Palavra de Deus, fazendo dela nossa única regra de fé, prática e comportamento, mesmo porque agindo assim , desmascararemos esta corja de safados.

Soli Deo Gloria,

Renato Vargens                              Fonte: Blog do Renato Vargens
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

ANJO” GOSTA DE MOVIMENTO PROFÉTICO E CONFORTA ANA PAULA VALADÃO COM MASSAGEM


aos defensores da família valadão e às valadetes de plantão;vejam o video de coração aberto e digam pra si mesmos se não é "profetada".


***
Aqui não faço juízo de valor sobre o teor da tais denúncias mencionadas pela “profetiza”, até porque não sou advogado de caluniador. Registre-se!
Porém, comento: que “anjo adorador extravagante” hein, gosta de movimento profético, pratica terapia com massagens  nas costas de Ana Paula e ainda protege a oligarquia valadete. Num credito!!! Que coisa esquisita, hein. Só vindo da lagoa!!
Antognoni Misael, rogando cada vez mais pra que Cristo volte logo! Editando o Púlpito Cristão e Arte de Chocar. DIVULGAÇÃO: JESUS É OSENHOR.
Em Cristo,
Mário César de Abreu

domingo, 29 de julho de 2012

COMO MÚSICOS E MINISTROS DE LOUVOR ROUBAM A GLÓRIA DO DEUS VIVO


Por Giuliano Miotto

O livro de Isaías sempre me deixa assombrado por causa de algumas das mais incisivas passagens da Bíblia acerca da natureza de Deus e sobre a situação do povo. Já no começo, Isaías que era um profeta e um homem justo, estremece quando tem a visão do trono de Deus e dos Serafins com seis asas. Ele apenas exclama: “Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos.” (Is 6:5)

Isso tudo é bastante significativo e é totalmente contrário ao clima de irreverência, ganância financeira e falsa intimidade que alguns músicos, “profetas”, líderes e, especialmente, os autodenominados ‘ministros’ de louvor têm demonstrado a respeito das supostas visões celestiais que alegam ter visto e em face das revelações tremendas de músicas, melodias, ministrações e palavras que têm aparentemente recebido de Deus.

Não posso julgar cada músico e dizer quem é de Deus e quem não é, muito menos posso dizer, sem conhecer todo o contexto da vida desses homens, quem tem recebido inspiração divina para compor, pregar, ministrar e cantar e quem está apenas utilizando o poder latente da alma para criar canções, palavras e ministrações para massagear a alma dos ouvintes, entretê-los e tirar uns bons trocados deles.

Mas posso, OUSADAMENTE, afirmar, com base Bíblica, que qualquer músico, profeta, ministro, pastor, líder, apóstolo, arcanjo ou seja lá qual o seu título ou ministério, QUE COBRE AO MENOS R$ 0,01 (HUM CENTAVO) POR SEU TRABALHO COMO “MINISTRO” ESTÁ TOTALMENTE EQUIVOCADO E, PIOR DO QUE ISSO, ESTÁ EM PECADO E ROUBANDO A GLÓRIA DE DEUS.

Parecem fortes as minhas palavras? Pois vamos então para a própria Palavra de Deus revelada aos homens e que vocês dizem seguir. Vejamos o seguinte texto do livro de Isaías:

“Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus, e os estendeu, e espraiou a terra, e a tudo quanto produz; que dá a respiração ao povo que nela está, e o espírito aos que andam nela.

Eu, o SENHOR, te chamei em justiça, e te tomarei pela mão, e te guardarei, e te darei por aliança do povo, e para luz dos gentios. Para abrir os olhos dos cegos, para tirar da prisão os presos, e do cárcere os que jazem em trevas.

EU SOU O SENHOR; ESTE É O MEU NOME; A MINHA GLÓRIA, POIS, A OUTREM NÃO DAREI, nem o meu louvor às imagens de escultura.”(Cap. 42:5-8)

Veja que o texto é bastante claro a respeito do assunto, pois declara que tudo o que existe, até mesmo a nossa respiração vem como uma graça de Deus e que este JAMAIS DIVIDE A SUA GLÓRIA COM NINGUÉM!!!

Ora, com certeza muita gente que ler este artigo vai pensar naquela passagem onde se diz que o trabalhador é digno de seu salário para tentar justificar essas práticas abomináveis de cantores ‘góspeis’ que cobram cachês, valores para ir nas ‘igrejas’ ou vendem o CD para quem quer ouvir suas músicas. Sendo que a pior situação é daqueles que estão contratados por gravadoras sejam elas de cunho religioso ou secular, pois estas empresas existem apenas para explorar o “mercado gospel” e fazer comércio com a fé das pessoas.

Quero dizer, como advogado e conhecedor das leis, que direitos autorais são garantidos por lei e visam dar proteção aos criadores de obras artísticas, dentre outros. Mas direitos autorais são feitos para um mundo caído, que não glorifica a Deus como deve e para proteger (glorificar) aqueles que se julgam autores de suas obras.

Não sou contra os direitos autorais e nem acho que um cristão deva escutar músicas piratas, nem ler livros sem pagar por isso, já até escrevi sobre isso. Mas o que estou dizendo é que os artistas e autores do mundo “gospel” deveriam repensar suas práticas e pararem de roubar a glória de Deus para si. Deixem os direitos autorais para quem acha que fez alguma coisa de si mesmo.

Saiam dos palcos, púlpitos, das televisões, das rádios, das gravadores e comecem a praticar aquilo que Jesus ensinou: “E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, Nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu alimento.” (Mateus 10:7-10)

Vejam que o trabalhador é digno apenas do salário (alimento) não de carros de luxo, ouro, prata, hotéis caros, jantares suntuosos e todas estas coisas, sobre as quais vem a devida condenação. Isso que você está fazendo muito provavelmente é o que está descrito em 2 Pedro 2, verso 3: “E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.” Talvez você esteja já com raiva de mim e pensando: quem é este doido para me julgar? Saiba que eu não posso te julgar, mas a Palavra pode e sua alma pode estar irremediavelmente condenada e você achando que está fazendo a “obra”.
Esse assunto continua… E, por favor, não se ofenda se o texto disser respeito às suas práticas, apenas se arrependa e dobre-se diante da Palavra de Deus. Quanto a mim, pode dizer o que quiser. Tudo o que disse de músicos e ministros de louvor se aplica a pastores, apóstolos, líderes e toda corja de comerciantes da fé.

***

Giuliano Miotto é “apenas um conspirador. O menor de todos os santos”. Amigo, parceiro e blog e editor do Voz que clama na Net. Divulgação: Púlpito Cristão/Jesus é o Senhor
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Um Exemplo de Cristã - Lição de Vida


Amados o vídeo logo abaixo dispensa comentários,assistam,chorem e orem a Deus pela Vitória Martins,assistam até o fim e entendam a vida dificil desta menina.
A bíblia nos ensina a "chorar com os que choram".

Mário


A pequena Vitória martins, de 14 anos, um grande exemplo de vida....
"Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá conta."
Eclesiastes 11.9

ASSISTAM:



Fonte: www.assinaturajovem.blogspot.com.br       
***
Com lágrimas nos ólhos,
Mário César de Abreu

Milagre: Confira o testemunho da cristã que sobreviveu a 4 tiros no massacre na estréia do novo filme do Batman

Amados já escrevi aqui que o Senhor está no controle de todas as coisas,leiam este texto e fortaleçam a vossa fé.

Mário
Por Dan Martins 



O massacre que aconteceu na última semana em um cinema na cidade de Aurora, no Colorado (EUA), durante uma pré-estreia do filme novo filme do Batman, tem sido um dos assuntos mais comentados nos últimos dias. Entre discussões sobre aresponsabilidade da tragédia e lembranças de tristeza e luto pelo ocorrido, encontra-se o testemunho de uma jovem cristã de 22 anos, que sobreviveu de forma milagrosa ao ataque.

Petra Anderson, membro da Igreja Presbiteriana de Cherry Creek, liderada pelo pastor Brad Strait, estava no cinema com um grupo de amigos no momento do tiroteio e foi atingida por quatro disparos. Três balas atingiram o braço da jovem, e a quarta atingiu seu rosto, perto do nariz, atravessando seu crânio e alojando-se perto da nuca.

A jovem foi levada ao hospital, onde passou por mais de cinco horas de cirurgia. Devido à gravidade do ferimento, Petra foi para a sala de cirurgia com duas equipes médicas diferentes, e passou por em procedimentos para remover fragmentos de ossos, limpar o tecido cerebral danificado e fechar as feridas para reduzir a chance de infecção.

De acordo com o The Christian Post, Strait contou que durante as horas que Petra esteve na sala de cirurgia ele e a família da jovem passaram chorando e orando por sua vida, visto que seu estado era muito grave.

- O prognóstico era incerto, se viver, Petra poderá perder a fala, o movimento, e a capacidade de pensar, devido a danos cerebrais consideráveis. Com Kim, a mãe de Petra, nós simplesmente choramos, nos abraçamos e oramos – contou o pastor em seu blog.

Depois da cirurgia, os médicos informaram que Petra foi salva graças a um pequeno defeito de nascença em seu cérebro. Para o pastor Brad Strait, o que os médicos chamaram de defeito é um verdadeiro milagre, preparado por Deus desde a formação da jovem no ventre de sua mãe.

- Eu acredito que ela não só foi protegida por Deus, mas que ela estava realmente preparada para isso – disse Kim Anderson, irmão de Petra, concordando com o Strait.

- Um pequeno canal atravessa seu crânio, como um pequeno orifício em uma tábua, indo de um lado a outro. Isso só foi possível perceber pelas tomografias. O trajeto da bala percorreu exatamente a trajetória desse canal, causando o mínimo de estrago possível. Qualquer outra pessoa teria morrido instantaneamente ou, no máximo, ficado em estado vegetativo – explicaram os médicos.

- Ela poderia ter perdido todos os tipos de função, a bala atravessou seu cérebro – afirmou a mãe da jovem.

Quase uma semana após a cirurgia Petra já está falando e andando, conforme sua irmã publicou no Facebook, e sua recuperação está sendo vista como um milagre pela mídia norte-americana, que discute as possibilidades de a bala percorrer exatamente o mesmo local de um defeito de nascença.

Outro milagre de livramento relacionado ao massacre foi noticiado pelo jornal LA Times. De acordo com a publicação o pastor Ed Taylor, da Igreja Calvary Chapel de Aurora, comemorou pela vida de 33 membros de sua igreja que estavam na sala de cinema, e não foram atingidos pelos disparos.

Fonte:  Redação Gospel+
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

quarta-feira, 25 de julho de 2012

GERAÇÃO DE DAVI? ORA, NÃO ME FAÇA RIR…


Por Zilton Alencar

Geração de Davi? Geração de adoradores? Que nada! Estamos na geração Fast Food Gospel…. Pedro, não querem mais o puro leite! Paulo, não querem mais o alimento sólido! Querem só um McLanche Feliz e um brinquedo!

O que quero dizer é que a geração de Davi existe. A geração de adoradores existe. Entretanto, como bem disse o nosso Mestre, pelos frutos se conhece a árvore. E os frutos que vemos na Igreja nos dias de hoje não são os encontrados em Davi, ou nos adoradores que Jesus disse à samaritana que Deus buscava. Confundimos “resultados” com “frutos”, damos glória a Deus porque o IBGE aponta para o crescimento da “igreja evangélica”, e confundimos inchaço com crescimento. Esquecemos que esta multidão nem sempre é aceita por Cristo. Foi Ele mesmo quem proferiu um discurso tão duro que a multidão foi embora. Ficou só a minoria. Só doze, e um deles era diabo!!

Temos uma geração que quer pôr Deus no canto da parede, vociferando arrogantemente: “- Restitui, eu quero de volta o que é meu!”, como se tivesse direito a alguma coisa, senão condenação. Deus não é Senhor nesta geração, e sim servo. É a geração que não se contenta com a pura graça de Deus. Quer mais, e mais, e mais! Quer reinar!! Quer ser cabeça a todo custo!

Temos uma geração que afirma categoricamente que “o melhor de Deus ainda está por vir”, esquecendo-se (ou desprezando o fato) de que Jesus Cristo, o Filho, o melhor que havia no céu ao lado do Pai, já veio. Queremos mais, pois Jesus não é suficiente!

Temos uma geração que fomenta no povo um terrível sentimento íntimo, que prefere estar no alto do palco, olhando arrogantemente para os seus inimigos boquiabertos na platéia e sentindo o sabor de mel da vingança na boca, do que observando o que Jesus disse a respeito dos nossos inimigos: “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e aborrecerás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; Para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os publicanos também assim? Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus” (Mt 5:43-48). Geração esquizofrênica, que se sente rodeada de inimigos, incapaz de orar por eles. Geração rancorosa, que não perdoa, que quer se sobressair e até ser adorada pelos supostos inimigos.

Temos uma geração aonde o caráter cristão é espezinhado, e se vive um “evangelho” de aparências, e não de conduta e princípios. A geração que ora pedindo um milagre: que apareça misteriosamente em sua conta bancária alguns milhares de reais, e que agradece a Deus quando isso acontece. Geração que não compreende o Deus justo, mas se alegra com a injustiça, achando que Deus foi o Autor deste “depósito” milagroso e salvador…

Temos uma geração que está sendo guiada por “pastores” e outros “títulos eclesiásticos”, por homens e mulheres que preferem os títulos e as prebendas, que para satisfazerem-se primeiramente a si mesmos já rebaixaram a Bíblia e seus preceitos imutáveis à quarta ou quinta posição em suas vidas e em suas doutrinas e profissões de fé. Pastores que não se dão conta que prestarão contas um dia ao Sumo Pastor…

Geração de Davi uma ova!! Esta é, na verdade, a Geração Laodicéia, a geração da igreja rica, poderosa e diferenciada, mas cega, pobre, miserável e nua! É a Igreja que ocupa a grade da programação das principais emissoras de tevê, mas não usa esta programação para pregar o VERDADEIRO EVANGELHO. É a Igreja que avança triunfante no mercado fonográfico, mas que não canta para o louvor de Deus, e sim para enriquecer, usando MÚSICAS DE TRABALHO, e não músicas de evangelismo! É a Igreja que abraça o Ecumenismo… É a Igreja que é noiva do Cordeiro, mas amante do mundo. Quem quiser ter a DIMENSÃO EXATA desta frase, leia o capítulo 16 do livro do profeta Ezequiel. Não há melhor exemplo que este!

Sabem qual seria a geração de Davi? E qual é a geração de adoradores que Deus espera? Uma geração que O adore pelo que Ele é, e não pelo que ele pode nos proporcionar. A geração que abraça a cruz para a morte, e não a que senta no trono para reinar! A geração de uma igreja pobre financeiramente, mas riquíssima em poder, em comunhão, em observação das Escrituras e em defesa da sã doutrina, contrária aos lobos vorazes que estão invadindo o aprisco e degolando o rebanho! Uma geração que olharia mais para Jesus, e menos para os homens, que aceitaria mais as palavras da Escritura do que as supostas “revelações” humanas, sem base bíblica. Que teria mais prazer nas Escrituras do que nas novidades!

Sinto-me enojado com a geração de hoje. Geração morna, que provoca ânsia de vômito no Senhor Jesus e em todo aquele que ama a Verdade do Evangelho puro e simples, que Ele e seus apóstolos pregaram e revolucionaram o mundo no 1º Século! É claro que não estou generalizando! Sete mil joelhos são sempre estrategicamente deixados por Deus para não se dobrarem a Baal, a Laodiceia e a Mamom! E estou lutando para fazer parte desta MINORIA, pois já observei que a maioria sempre prefere voltar ao Egito, e sempre escolhe Barrabás.

Se Jesus chamava a geração em que viveu de “geração má e perversa”, de que estará chamando esta nossa??

Perdoem-me o desabafo. Mas se eu, pó e cinza, estou me sentindo assim, o que não sente o Senhor que deu Sua vida por esta Igreja?

***

Fonte: Blog do Zilton Alencar. Divulgação: Púlpito Cristão/JESUS É O SENHOR
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

terça-feira, 24 de julho de 2012

Eleições 2012: coalizão de líderes evangélicos dá explícito apoio à reeleição de Eduardo Paes, mesmo cientes que Paes está engajado em fazer do Rio o maior destino gay do mundo

Amados,este Silas Malafaia é "veiaco" mesmo não? leia a matéria!
Mario

Jornal inglês The Guardian diz que Rio pode ser a capital mundial do turismo homossexual

EDUARDO PAES E SILAS MALAFAIA

O atual prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), tem recebido o apoio de lideranças evangélicas para sua candidatura à reeleição. Até o momento o pastor Silas Malafaia e a Associação de Homens de Negócios do Evangelho Pleno (Adhonep) já se comprometeram em ajudar Paes, segundo a Folha de São Paulo. (…)

Ao se aproximar dos evangélicos o candidato peemedebista vai tentar enfraquecer os ataques que vai receber de seus adversários políticos: Rodrigo Maia (DEM) e Clarissa Garotinho (PR). Os candidatos pretendem usar o apoio dado pelo prefeito ao turismo gay na capital fluminense ao financiar publicidades sobre a Parada Gay no Brasil e no exterior.

Rodrigo e Clarissa são filhos de ex-prefeitos da Cidade Maravilhosa, César Maia e Antony Garotinho, respectivamente. Garotinho é evangélico e recebe apoio de outras lideranças, mas para se precaver de possíveis ataques políticos, Eduardo Paes conseguiu essas alianças importantes com pastores influentes.

A pesquisa Datafolha realizou uma pesquisa de intenções de voto entre os evangélicos e percebeu que, assim como no resultado geral, Eduardo Paes seria reeleito no primeiro turno com 54% dos votos.

COMENTÁRIO:

Eduardo Paes não tem medido esforço algum para que o Rio seja a capital mundial gay. Conforme publicou o Jornal britânico The Guardian, as políticas implementadas por Paes, voltadas aos gays, tem por fim tornar o Rio a maior referência mundial aos homossexuais.

Fonte: Gospel Prime (com adaptação de Holofote.Net) e editado pelo Editor deste Blog.
***
Cansado de ver a cara de pau do "Mala",
Mário César de Abreu

Novo ‘Kit gay’ chega às escolas brasileiras

Amados,vejam que "pouca vergonha"que está entrando nas escolas e eu pergunto "QUE GOVERNO É ESTE QUE NÃO PRIMA PELA FAMÍLIA E OS BONS COSTUMES?"
Esta "Marta Suplicy" é totalmente incoerente,que obsessão é esta que ela tem por gays e ensinamentos gays? O que ela tem em seu cerebro?


Com nojo,
Mário

Bolsonaro afirma que material traz mensagem subliminar de apologia ao homossexualismo e à pedofilia


“Já era hora de termos um livro infantil dedicado basicamente ao questionamento dos estereótipos (preconceito) sexuais”, prefaciou a Senadora Marta Suplicy no livro “Menino Brinca de Boneca?“


Ou as famílias brasileiras reagem ou o Estado Brasileiro doutrinará seus filhos.

A ânsia pela distribuição do ‘kit gay’ começou quando Fernando Haddad (PT) era Ministro do MEC. Por esta razão Haddad é conhecido como o ‘pai do kit gay’.

Ressalta-se que ativistas do PT já exigiram que Haddad – caso seja eleito prefeito de São Paulo – distribua o kit gay municipal e contrate professores travestis para o ensino básico.



Leia abaixo mais uma matéria que causa náuseas e é uma afronta direta à família.

A família Bolsonaro denunciou nesta segunda-feira (23) em seu site que o “kit gay” já chegou às escolas e alertou para o estímulo ao homossexualismo que o material contém. Trata-se do livro didático chamado “Menino Brinca de Boneca?” adotado pelo Ministério da Educação como referência para alfabetização das crianças até 6 anos de idade.

De acordo com o site, cujo líder Jair Bolsonaro é conhecido por sua oposição feroz às ações dos grupos LGBT na política, o livro já está sendo utilizado em algumas escolas particulares em São Paulo. O livro ainda deve expandir para todo o Brasil, segundo a orientação do Governo Federal.

“Caso seus filhos tenham este exemplar em suas mochilas, fiquem atentos pois certamente estão recebendo carga de informações estimulando o homossexualismo em suas cabeças”, alerta o site.


O site também mostra fotografias do “Menino Brinca de Boneca?” onde a família expõe palavras obscenas num conteúdo para crianças como “vulva” e “pênis”, citadas na página 16 do livro. Além disso, a família Bolsonaro aponta para a contra-capa, onde diz-se que Frei Betto é incisivo ao dizer que a obra criada estimula o público infantil a decidir-se por si só sobre sua sexualidade.

Um outro livro apontado no site foi “Porta Aberta”, de Geografia e História, que é voltado ao público do primeiro ano, e segundo os Bolsonaro também estimula o homossexualismo. “A lição mostra uma brincadeira intitulada de ‘Gavião’, na qual um homem adulto agarra uma criança, ambos nús, orientando que os meninos e meninas brinquem daquela maneira com seus amigos. Uma clara afronta que estimula a pedofilia”.

Além disso, o livro possui na página 225, um jogo da memória formando famílias de pais homossexuais. “Além das mensagens diretas, em ambos é nitidamente fácil constatar as mensagens subliminares envolvendo o homossexualismo e pedofilia, que são exploradas durante todas as tarefas ensinadas”, afirmam os Bolsonaro no site.

“A sanha dos ativistas homossexuais que desde o início mentem e dizem que o kit-gay não seria para o público infantil é desmascarada, e já tomou também as escolas privadas do Brasil. É isso que queremos para nossos filhos?”, diz Bolsonaro.


O material vem depois que um outro material contra ‘homofobia’, conhecido como ‘kit-gay’ e lançado pelo Ministério da Educação, quando Fernando Haddad (atual candidato do PT à prefeitura de São Paulo) esteve à frente do MEC. O material ‘didático’ foi vedado pela presidente Dilma Rousseff, após forte pressão da bancada da família.

O pedagogo Felipe Nery, que primeiro detectou a inclusão de livros com tal conteúdo nas escolas, levou a questão à Frente Parlamentar Evangélica no início do mês de julho. Ele, que é membro do Instituto de Ensino Superior de São Paulo, apresentou outros dois livros: “Porta Aberta”, voltado para alunos de 6 anos, da autora Mirna Lima e editado pela FTD; e “Aprendendo a Viver, Sexualidade”, voltado para alunos de 10 e 11 anos, das autoras Patricia Mata e Lydia R., editados pela Ciranda Cultural.

Segundo Nery, a distribuição dos livros está sendo feita nas escolas que não possuem um projeto pedagógico. Ele também alerta que os pais devem acompanhar o material que é usado na educação dos filhos.

***
***
Com indignação,
Mário César de Abreu

A “gospelização” está em alta


Pense num beco estreito e sombrio, com calçamento de paralelepípedo, cercado de galpões. Imagine-se entrando por uma das portas, de madrugada. Você avista jovens dejeans rasgado e camiseta preta, cabelo eriçado, bracelete, tatuagem e piercing. Com latinhas de energético à mão, eles dançam sorridentes e saltitantes. Casaizinhos em cantos escuros trocam carícias e beijos...

A descrição acima é de um encontro evangélico (evangélico?) que está se tornando cada vez mais comum, e com o apoio das lideranças, nesses tempos pós-modernos. Estou falando da “balada gospel”, diferente da balada original, mundana, visto que foi “gospelizada” pelos seus frequentadores, pertencentes à “geração gospel”.

Muitos cristãos (cristãos?) do nosso tempo têm usado o adjetivo “gospel” para “santificar” atitudes, posturas, comportamentos, condutas e eventos que outrora estavam relacionados a pessoas que não conhecem o Evangelho. Parte-se da premissa de que o crente tem liberdade para fazer o que quiser e se divertir do jeito que bem entender — mesmo que imite o mundo —, e ninguém tem nada a ver com isso.

Não me diga que você é um daqueles protestantes retrógrados que ainda pensa que participar de festa junina é impróprio para o cristão. “Deixa de ser legalista, meu chapa! Acorda, rapá!” Isso mesmo: já existe o “arraiá gospel”, também conhecido como “festa jesuína”, inclusive em algumas pretensas Assembleias de Deus. O mesmo se aplica a baile e desfile de carnaval, música erotizante (que simula o ato sexual), esporte (esporte?) violento e sanguinário — cuja “bola” a ser chutada ou golpeada com a mão é a própria cabeça do “esportista” —, Halloween (conhecido como “Elohim”), “pegação”, etc.

Como se depreende da leitura deste artigo, “gospelizar” é, pretensamente, “tornar evangélico”. Uma vez “gospelizado”, o que outrora era considerado pecaminoso pode ser praticado livremente, sem peso de consciência. O lema dos crentes da “geração gospel” é: “Vamos curtir a vida. Afinal, Jesus não é careta”.

Os líderes e membros das igrejas “gospelizadas” se conformaram com o mundo. Seus cantores se inspiram em astros mundanos, como declarou, há algum tempo, o integrante de uma famosa banda gospel: “A gente ouve Bob Marley, mas só para se informar”. A tônica das mensagens “evangelísticas” pregadas nessas igrejas é: “Venha como está e fique como quiser”.

Empreguei o termo “gospelização” pela primeira vez em abril de 1994, em um texto que escrevi para o jornal Mensageiro da Paz. À época, escrevi: “Os que quiserem podem até pular até pular carnaval, pois já existem blocos de ‘samba evangélico’. Para os apreciadores de bebidas fortes já existe a ‘cerveja gospel’, sem álcool, é claro. E não ficaremos surpresos se lançarem o ‘cigarro gospel’, sem nicotina”. Há esse texto soou como profético para os conservadores, e ácido demais para os liberais, em razão de o processo de “gospelização” ainda estar em seu início.

Não tenho conhecimento de que o “cigarro gospel” tenha sido inventado. Em compensação, hoje temos o “carnaval gospel” , o “arraiá gospel” , o “dia das bruxas gospel” , as “lutas de gladiadores gospel” , o “barzinho gospel” , a “balada gospel” , o “o funk pancadão gospel” ... Como diz um “meme” do Facebook (imagem acima), “Só está faltando o inferno gospel”.

Ciro Sanches Zibordi
***
Fonte: Blog do Ciro
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

IGREJA RENASCER PROMOVE QUARTO CAMPEONATO DE MMA


Amados,eles falam aí no texto abaixo que usam estes esportes para atrair "não convertidos" mas,sinceramente eu acredito que nem eles são convertidos.
Não sou a favor de lutas como "mma" e muito menos em templos. No entanto, não podemos nos esquecer que analizando a vida  dos líderes, mercenários da fé, desta "denominação",temos que concluir também que os prédios que eles utilizam não podem ser considerados templos onde se prega o evangelho.


Mario 

 No próximo dia 27 a Igreja Renascer em Cristo da Vila Matilde estará sediando a 4ª edição do “Reborn Strike Fight”.


Durante o dia acontecerão 12 lutas com atletas vindos de diversas partes de São Paulo.


O evento é promovido pelo Reborn Team, ministério da Renascer voltado para lutas que tem como objetivo usar o esporte para levar a Palavra de Deus. “Sabemos que a linguagem do esporte é mundial e não existem barreiras, seja no futebol, vôlei, ginástica, boxe e inclusive o MMA”, afirma o presbítero Vagner Miguel “Baby” que é o líder do ministério.


A ideia é convidar pessoas não convertidas para participar dos treinos e aprender as técnicas, pessoas que não aceitariam o convite para uma reunião religiosa, mas que podem aceitar participar de modalidades esportivas.


Os campeonatos servem exatamente para promover esses encontros. “Nós promovemos através desses eventos a divulgação de nossas oficinas de lutas e automaticamente a inclusão social através do esporte”, declarou o líder do Reborn Team que oferece treinos nas seguintes modalidades: Muay-Thai, Jiu Jitsu, Karatê, Capoeira, MMA e outros.


Nessas reuniões os participantes aprendem não só as técnicas de defesa pessoal como também são influenciados pela doutrina e disciplina, esses ensinamentos acabam refletindo na vida particular dos participantes e acabam contagiando as pessoas que estão fora da igreja.


Para quem gosta de lutas e deseja convidar um amigo que não é convertido para um evento diferente o Reborn Strike Figth é uma ótima opção. A Igreja Renascer na Vila Matilde fica na zona Leste da capital próxima ao metrô Vila Matilde.


A entrada é paga e os ingressos já estão sendo vendidos no local.


Reborn Strike Nigth
Data: 27 de Julho
Hora: 20 horas
Local: Renascer Vila Matilde- São Paulo
Endereço: Rua Maria Carlota, 856 – Próximo ao Metrô Vila Matilde
Valor: R$20,00 antecipado – No Evento R$30,00


(Fonte: Gospel Prime)
***
Na defesa do Evangelho,
Mário César de Abreu

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Globo promove o “casamento gay” usando lésbicas,que se dizem “evangélicas” apadrinhadas por “pastores” gays

AMADOS,NA MINHA OPINIÃO O "BIAL" É UM ÍMPIO QUE TEM ZOMBADO DAS COISAS DE DEUS E A REDE GLOBO É EMISSÁRIA DO DIABO NESTE MUNDO.
PARA OS DOIS EU SÓ POSSO CITAR O QUE PAULO DIZ NA CARTA AOS GÁLATAS-" Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará." Gálatas 6:7.

Mário





A Globo fez o primeiro ‘casamento gay’ da TV brasileira, no dia 19 de julho, noPrograma Na Moral, com Pedro Bial, usando pessoas ditas evangélicas numa clara demonstração de ultraje aos milhões de evangélicos que respaldam-se na Bíblia para discordar da prática do homossexualismo.

Muitos pensam que o ‘Festival Promessas’ promovido pela Globo, em 2011 e este ano, fará os executivos globais mudarem a visão desdenhosa que sempre tiveram em relação aos evangélicos. Enganam-se redondamente. O ‘Festival’ nada mais visa, senão a questão mercadológica.

A Globo sempre afrontou as famílias com as nocivas mensagens deixadas por suas novelas e programas variados. A emissora sempre esteve na vanguarda da apologia à agenda gay.

Os cristãos do Brasil, em seus diversos segmentos, são o último bastião da resistência ante à pressão que o movimento gay vem fazendo diuturnamente para interferir diretamente no seio da família. A Globo sabe disto. Por esta razão continuará sua incansável batalha na tentativa de fazer a bandeira gay tremular nos mais altos píncaros desta nação.

O inimigo não morreu. Está mais vivo do que nunca. Apenas hiberna de vez em quando para causar falsa impressão.

Ressalta-se que nenhum dos ‘artistas’ gospel que participou do ‘Festival Promessas’ emitiu publicamente uma nota de repúdio em relação ao caso. Cá para nós, eles seriam loucos de fazer isto? Afinal, ninguém vai querer ficar fora do próximo Festival.
***

***
Com indignação,
Mário César de Abreu

Como restaurar o caído



 
O apóstolo Pedro é um símbolo do homem inconstante. Como o pêndulo de um relógio, ele oscilava entre as alturas da fé e as profundezas da covardia. Sempre explosivo, falava sem pensar e agia sem refletir. Era capaz das afirmações mais sublimes acerca de Jesus para depois capitular-se às fraquezas mais vergonhosas. Num momento expressava uma fé robusta e noutro, soçobrava diante da incredulidade. Pedro chegou a ponto de negar seu nome, suas convicções, sua fé e seu Senhor. Ele desceu os degraus da queda, ao julgar-se melhor do que seus condiscípulos, ao seguir a Jesus de longe, ao se inserir no meio daqueles que zombavam do Filho de Deus e ao negar repetidamente e até com impropérios que o conhecia.


Pedro chegou a ponto de desistir de tudo. Desistiu de ser discípulo. A única coisa que sabia fazer era chorar amargamente e alagar o seu leito com suas grossas lágrimas. Mesmo Pedro tendo desistido de si mesmo, Jesus não desistiu de Pedro. Jesus não abdicou do direito de ter Pedro ao seu lado. Por isso, mandou-lhe um recado pessoal (Mc 16.7). Jesus não desiste nunca dos seus. Ele é o pastor que procura a ovelha perdida. Ele vai ao encontro daqueles que caíram para restaurá-los. O que Jesus fez para restaurar Pedro?

Em primeiro lugar, Jesus toma a decisão de procurar Pedro. A ovelha perdida não volta para o aprisco sozinha. Aqueles que tropeçam e caem não se restauram sozinhos de suas quedas vergonhosas. Jesus nos ensina a ir ao encontro dos caídos. Precisamos tomar a iniciativa. Não é a ovelha ferida que procura o pastor, mas o pastor que vai em busca da ovelha perdida. Jesus não apenas nos ensinou essa verdade, ele também a praticou, dando-nos o exemplo.


Em segundo lugar, Jesus toma a decisão de não esmagar Pedro. Talvez o que Pedro mais esperasse fosse uma reprimenda severa de Jesus. Pedro havia prometido ir com Jesus até a morte, mesmo que os outros discípulos o abandonassem. Sua arrogância tornou-se notória. Pensando ser mais forte do que os outros, tornou-se mais fraco. Sua autoestima estava no pó. Ele se sentia o pior dos homens. Jesus, então vem a ele, não para esmagá-lo como uma cana quebrada. Ao contrário, prepara-lhe uma refeição, conversa com ele com discrição e faz-lhe perguntas endereçadas ao coração.


Em terceiro lugar, Jesus toma a decisão de despertar o amor de Pedro. Em vez de confrontar Pedro, fazendo-o lembrar de suas vergonhosas quedas, Jesus toca de forma sensível no âmago do problema, perguntando-lhe: “Tu me amas?”. Quando Pedro caiu, seu eu estava assentado no trono de sua vida. Para Pedro se levantar Jesus precisava estar no trono do seu coração. O amor é o maior dos mandamentos. O amor é o cumprimento da lei. O amor é a prova insofismável de que somos verdadeiros discípulos de Jesus. A condição única exigida a Pedro para voltar-se para Jesus e para reingressar no ministério era demonstrar seu amor a Jesus.

Em quarto lugar, Jesus toma a decisão de curar as memórias de Pedro. Jesus preparou a cena para conversar com Pedro. A queda do apóstolo havia sido ao redor de uma fogueira. Jesus, então, arma na praia a mesma cena. Pedro havia negado Jesus três vezes, em grau ascendente. Pedro negou, jurou e praguejou. Jesus, então, lhe fez três perguntas, também em grau ascendente. Jesus quer não apenas restaurar o coração de Pedro, mas também curar suas memórias amargas. O Senhor se interessa não apenas pelas nossas convicções, mas, também, pelos nossos sentimentos.

Em quinto lugar, Jesus toma a decisão de reingressar Pedro no ministério. Depois de restaurar Pedro, Jesus lhe deu uma ordem clara: Apascenta os meus cordeiros, pastoreia as minhas ovelhas. Jesus restaura não apenas a vida espiritual de Pedro, mas, também, o seu ministério como apóstolo e seu trabalho como pastor do rebanho. A atitude de Jesus em relação a Pedro lança luz sobre a atitude que a igreja deve ter em relação àqueles que caíram e precisam ser restaurados. Que Deus nos dê sabedoria e amor para agirmos de modo semelhante.

Hernandes Dias Lopes                                                                  
Blog:http://hernandesdiaslopes.com.br
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

Evangelização, a urgência de uma tarefa





Jesus concluiu sua obra na cruz. Triunfou sobre o diabo e suas hostes e levou sobre si os nossos pecados. Agora, comissiona sua igreja a levar essa mensagem ao mundo inteiro. O projeto de Deus é o evangelho todo, por toda a igreja, a toda criatura, em todo o mundo. Três verdades devem ser destacadas sobre a evangelização.

1. A evangelização é ordem de Deus. O mesmo Deus que nos alcançou com a salvação, comissiona-nos a proclamar a salvação pela graça mediante a fé em Cristo. Todo alcançado é um enviado. Deus nos salvou do mundo e nos envia de volta ao mundo, como embaixadores do seu reino. Jesus disse para seus discípulos que assim como o Pai o havia enviado, também os enviava ao mundo. Isso fala tanto de estratégia como de ação. Jesus não trovejou do céu palavras de salvação; ele desceu até nós. A Palavra se fez carne; o Verbo de Deus vestiu pele humana. A evangelização não é uma tarefa centrípeta, para dentro; mas centrífuga, para fora. Não são os pecadores que vêm à igreja, mas é a igreja que vai aos pecadores. Deus tirou a igreja do mundo (no sentido ético) e a enviou de volta ao mundo (no sentido geográfico). Não podemos nos esconder, confortavelmente, dentro dos nossos templos. Precisamos sair e ir lá fora, onde os pecadores estão. Jesus, antes de voltar ao céu e derramar seu Espírito, deu a grande comissão aos seus discípulos. Essa grande comissão está registrada nos quatro evangelhos e também no livro de Atos. Não evangelizar é um pecado de negligência e omissão. Na verdade, é uma conspiração contra uma ordem expressa de Deus.

2. A evangelização é tarefa da igreja. Nenhuma outra entidade na terra tem competência e autoridade para evangelizar, exceto a igreja. A igreja é o método de Deus. Não podemos nos calar nem nos omitir. Se o ímpio morrer na sua impiedade, sem ouvir o evangelho, Deus vai requer de nós, o sangue desse ímpio. Em 1963, quando John Kennedy foi assassinado em Dalas, no Texas, em doze horas, a metade do mundo ficou sabendo de sua morte. Jesus Cristo, o Filho de Deus, morreu na cruz, pelos nossos pecados, há dois mil anos e, ainda, quase a metade do mundo, não sabe dessa boa notícia. O que nos falta não é comissionamento, mas obediência. O que nos falta não é conhecimento, mas paixão. O que nos falta não é método, mas disposição. Encontramos o Messias, e não temos anunciado isso às outras pessoas. Encontramos o Caminho e não temos avisado isso aos perdidos. Encontramos o Salvador e não proclamamos isso aos pecadores. Encontramos a vida eterna e não temos espalhado essa maior notícia aos que estão mortos em seus delitos e pecados. Precisamos erguer nossos olhos e ver os campos brancos para a ceifa. Precisamos ter visão, paixão e compromisso. Precisamos investir recursos, talentos e a nossa própria vida nessa causa de consequências eternas.

3. A evangelização é uma necessidade do mundo. O evangelho de Cristo é o único remédio para a doença do homem. O pecado é uma doença mortal. O pecado é pior do que a pobreza. É mais grave do que o sofrimento. É mais dramático do que a própria morte. Esses males todos, embora sejam tão devastadores, não podem afastar o homem de Deus. Mas, o pecado afasta o homem de Deus no tempo, na história e na eternidade. Não há esperança para o mundo fora do evangelho. Não há salvação para o homem fora de Jesus. As religiões se multiplicam, mas a religião não pode levar o homem a Deus. As filosofias humanas discutem as questões da vida, mas não têm respostas que satisfazem a alma. As psicologias humanas levam o homem à introspecção, mas nas recâmaras da alma humana não há uma fresta de luz para a eternidade. O mundo precisa de Cristo; precisa do evangelho. Chegou a hora da igreja se levantar, no poder do Espírito Santo e proclamar que Cristo é o Pão do céu para os famintos, a Água viva para os sedentos e a verdadeira Paz para os aflitos. Jesus é o Salvador do mundo!

Hernandes Dias Lopes                                                              Blog:http://hernandesdiaslopes.com.br
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

Postagem em destaque

CONFESSANDO OS PECADOS A DEUS

Por: Rev. Dr. Augustus Nicodemus 1João 1:8-10 O apóstolo João descreve nessa passagem duas maneiras de encararmos nossos pecados, e as...