domingo, 30 de dezembro de 2012

DEUS NOS ABENÇÕE EM 2013!




Amados irmãos,leitores do Jesus é O Senhor,chegamos ao fim de mais um ano no qual Deus,em sua infinita misericórdia,nos sustentou; com certeza todos tivemos livramentos,bençãos espirituais e materiais e aqueles que se dedicaram com mais afinco à servir ao Senhor com alegria ,obtiveram mais afinidade com Ele que é o Rei dos reis e Senhor dos Senhores.
Muito obrigado a todos que me acompanharam no blog,Deus os abençõe e os guarde em 2013. Entrega o teu caminho ao SENHOR,confia Nele e o mais Ele fará. Sl 37:5.
A Ele toda Gória!!!

Em Cristo,
Mário César de Abreu

Número de cristãos em Israel continua crescendo


Mesmo assim, são apenas 2% da população.

por Jarbas Aragão

Número de cristãos em Israel continua crescendo

O jornal Jerusalém Post, um dos mais importantes de Israel publicou uma matéria esta semana que chamou atenção da mídia do país.

O Escritório Central de Estatísticas israelense confirmou que existem atualmente 158.000 cristãos na terra onde tudo começou. Isso representa apenas 2% da população total. Um dos elementos mais surpreendentes do relatório é que cerca de 80% dos cristãos de Israel são árabes e imigrantes da antiga União Soviética que foram beneficiados pela Lei do Retorno, que oferecia cidadania israelense a toda pessoa que tivesse um avô judeu.

A maioria dos cristãos árabes vive no norte de Israel. As cidades com as maiores populações cristãs são Nazaré (22.400); Haifa (14.400); Jerusalém (11.700), e Shfaram (9.400).

O nível de escolaridade dos cristãos chama atenção, com 64% dos jovens cristãos completando o ensino médio, em comparação com 59% dos judeus e 48% para os muçulmanos de Israel.

O relatório também chama atenção para o alto índice de cristãos que possui diploma na área médica, com 10,2% do total. Na questão da idade, 30,1% de todos os cristãos em Israel tem 19 anos ou menos, contra os 33,5% de judeus, e os 48,7% de muçulmanos.

O número médio de filhos das mulheres cristãs é de 2,2, a mais baixa no país. As muçulmanas tem, em média, 3,5 e as mulheres judias 3.

A taxa de emprego dos cristãos é de 54% – 63,8% de homens e 45,3% das mulheres possuem emprego formal. A conclusão é que na terra de Jesus, onde o cristianismo começou, a população cristã continua em crescimento, numa taxa média de 1,3% ao ano. Em comparação, o crescimento de judeus é de 1,8% e o dos muçulmanos chega a 2,5%.
***
Fonte: Gospel Prime
***
Em Cristo,
MCA

APOSTOLO PAULO, FOGO PURO!


AMADOS,PRESTEM ATENÇÃO A ESTE POST IRÔNICO E PERCEBAM AS "CONVERSAS FIADAS" DE VÁRIOS TIPOS DE DENOMINAÇÕES,INCLUSIVE PENTECOSTAIS.

MCA
Já pensou se Paulo fosse “goxpel”?
Fonte: Púlpito Cristão
Em Cristo,
MCA

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Pergunta: "Que tipo de resolução de Ano Novo deve o cristão fazer?"





Resposta: A prática de se fazer resoluções de Ano Novo remonta aos antigos babilônios cerca de 3000 anos atrás. Há algo sobre o início de um novo ano que nos dá a sensação de um novo começo. Na realidade, não há uma diferença entre 31 de dezembro e 1 de janeiro. Nada místico ocorre à meia-noite do dia 31 de dezembro. A Bíblia não fala a favor ou contra o conceito de resoluções de Ano Novo. No entanto, se um cristão decidir fazer uma resolução de Ano Novo, que tipo de resolução deve ele ou ela fazer?

As resoluções de Ano Novo mais comuns são compromissos de parar de fumar, parar de beber, gerir o dinheiro de forma mais sensata e passar mais tempo com a família. De longe, a resolução de Ano Novo mais comum é perder peso, em conjunto com fazer mais exercício e comer de forma mais saudável. Todos esses são bons objetivos. No entanto, 1 Timóteo 4:8 nos instrui a manter o exercício em perspectiva: "Pois o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, visto que tem a promessa da vida presente e da que há de vir." A grande maioria das resoluções de Ano Novo, mesmo entre os cristãos, está relacionada a coisas físicas. Esse não deve ser o caso.

Muitos cristãos fazem resoluções de Ano Novo para orar mais, ler a Bíblia todos os dias e frequentar a igreja regularmente. Estes são objetivos fantásticos. No entanto, essas resoluções de Ano Novo fracassam tão frequentemente quanto as resoluções que não são espirituais porque não há poder na resolução em si. Resolver parar ou iniciar uma determinada atividade não tem qualquer valor a menos que se tenha a motivação correta. Por exemplo, por que você quer ler a Bíblia todos os dias? É para honrar a Deus e crescer espiritualmente, ou é por que você acha que é algo bom para fazer? Por que você quer perder peso? É para honrar a Deus com o seu corpo, ou é por vaidade, para honrar a si mesmo?

Filipenses 4:13 nos diz: "Tudo posso naquele que me fortalece." João 15:5 declara: "Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer." Se Deus for o centro da sua resolução de Ano Novo, então há chance de sucesso dependendo do seu compromisso e determinação. Se for da vontade de Deus que algo seja cumprido, Ele irá permitir que você o cumpra. Se uma resolução não honrar a Deus e/ou não estiver de acordo com a Sua Palavra, não vamos receber a ajuda de Deus no cumprimento da resolução.

Então, que tipo de resolução de Ano Novo deve o cristão fazer? Aqui estão algumas sugestões: (1) ore ao Senhor pedindo por sabedoria (Tiago 1:5) em relação a quais resoluções, se for o caso, são da Sua vontade para a sua vida; (2) ore por sabedoria a respeito de como cumprir as metas que Deus lhe deu; (3) conte com a força de Deus para ajudá-lo; (4) encontre um parceiro de responsabilidade que irá ajudá-lo e incentivá-lo; (5) não se desanime com fracassos ocasionais, em vez disso, permita-lhes ser uma motivação; (6) não se torne orgulhoso ou vaidoso, mas dê glória a Deus. Salmo 37:5-6 diz: "Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu direito como o meio-dia."


Fonte:
Tens Perguntas? Questões Bíblicas Respondidas.
www.GotQuestions.org/Portugues
***
Em Cristo,
Mário

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

UMA PEQUENA PALAVRA AOS JOVENS BLOGUEIROS CRISTÃOS


 blogueiro


Por Renato Vargens

Uma coisa interessante que ultimamente tenho visto na BLOGOSFERA cristã é quantidade significativa de jovens blogueiros se achando a ultima coca-cola do deserto. O número de meninos com menos de 24 anos se considerando os tais e os baluartes da sabedoria é assustador. Nem saíram do cueiro e já se acham os caras. Ora, claro que sei que esses irmãos tem sido bênção para a Igreja Brasileira. É inegável o fato de que o Senhor os tem usado com poder e graça e que através de seus blogs muita gente tem sido abençoada com o Evangelho da Salvação Eterna. No entanto, muitos destes movidos por uma arrogância peculiar a juventude agem muitas vezes de forma inconsequente.

Outro dia, eu soube de um “jovem” que imbuído da autoridade de seminarista tentou corrigir um dos grandes teólogos brasileiros.

Um pastor amigo me contou que um rapaz de 25 anos no máximo se apresentou a ele como apóstolo. Se não bastasse isso, há pouco soube de um moço que se autoproclamou bispo presidente de sua igreja.

Pois é, o meu amigo o Pastor Juan de Paula com muita propriedade disse que alguns desses jovens blogueiros nunca foram para um campo missionário, nunca expulsaram demônios, nunca tiveram rebanho, nem tampouco lideraram um grupo pequeno no lar com 5, 6 pessoas e querem ser mestres virtuais.

Um outro fator preponderante é a forma que muitas das vezes esses meninos se dirigem aos mais velhos. Volta e meia eu vejo garotos movidos por uma arrogância peculiar a juventude tratando pastores com desdém. Ora, confesso que me assusta perceber que alguns destes meninos deixaram-se levar pelo inebriante poder mediático.

Caro leitor, de maneira alguma meu desejo em escrever esse post foi denegrir ou desestimular os jovens blogueiros cristãos. Muito pelo contrário, eu os incentivo a cada vez publicarem mais, no entanto, gostaria de aproveitar o ensejo para encorajar a cada um destes rapazes a escreverem seus textos com sabedoria, eloquência e acima de tudo humildade, até porque, agindo desta forma, eles ganharão o direito de serem ouvidos.

Pense nisso!
***
 Renato Vargens é pastor, plantador da Igreja Crista da Aliança, e colaborador no Púlpito Cristão
***
Em Cristo,
Mário

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL



AMADOS,DESEJO A TODOS UM FELIZ NATAL,COMEMORANDO A VINDA DO SALVADOR AO MUNDO,O NOSSO SENHOR JESUS.
OBRIGADO POR TEREM ESTADO COMIGO NESTE ANO DE 2012,PARTICIPANDO DO BLOG,DEUS OS ABENÇÕE.

QUE 2013 SEJA ABENÇOADO PARA TODOS VOCES. GRAÇA E PAZ .

EM CRISTO,
MARIO

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

ATIVISMO GAY PROMOVE ORGIA SEXUAL COM CONSUMO DE DROGAS EM VIA PÚBLICA E ATÉ AMEAÇAS DE MORTE CONTRA CRISTÃOS!


aMADOS,LEIAM ATE O FINAL.

MARIO                                                 Por Ruy Marinho
Por Ruy Marinho
Acabo de assistir a um vídeo que está circulando na internet (já há algum tempo) com alto teor de ameaças contra os cristãos brasileiros. O referido vídeo foi gravado no IX Seminário LGBT, promovido pelo deputado federal e ativista gay, Jean Wyllys (PSOL-RJ), na câmara dos Deputados.
No vídeo, Márcio Retamero, um ativista homossexual de uma “igreja gay”, que de uma maneira incoerente utiliza o título de “pastor” para denegrir a imagem do cristianismo e da Palavra de Deus, usando de seu liberalismo teológico – relativizando e distorcendo os textos bíblicos para defender a teologia gay, destila todo o seu ódio cristofóbico ao chamar os cristãos (25% da população, ou seja, todos os cristãos) que defendem a família e a fé cristã de “desgraçados”. E o pior, no melhor estilo “revolucionário”, fez a seguinte afirmação contra os cristãos: “Eu estou disposto a pegar em armas se preciso for”. Veja abaixo:
O discurso é muito grave, visto que além de palavras ofensivas aos cidadãos brasileiros que professam a fé cristã, existe uma ameaça de morte através de armas de fogo!
Dentro do contexto cristão, a graça é o favor imerecido de Deus para com os homens. Desgraçado é alguém que é desprovido desta graça. Ora, se defendemos corretamente o que a Bíblia diz sobre a unidade familiar natural que Deus criou para a humanidade (Gn 1:27-28), bem como que o homossexualismo é contrário a natureza e pecado perante Deus (Lv 20:13, Rm 1:24-28,32, 1Co 6:9-11 etc.), logo, somos desprovidos de graça? Que incoerência! Na verdade, eu não consigo enxergar “graça” em alguém que descredibiliza e distorce a Bíblia de maneira irresponsável, que amaldiçoa o casamento, que xinga todos os cristãos de “desgraçados fundamentalistas” e ainda ameaça os mesmos de morte.
Como cristãos, reprovamos veementemente qualquer atitude de violência. Mas para o “pastor” Retamero, o fato de os cristãos “fundamentalistas” não concordarem com o comportamento homossexual em razão da fé cristã e por questões naturais, para ele significa que somos “desgraçados” e merecemos a morte!
Os ativistas gaysistas, com o dinheiro público facilitado pela esquerda política que está atualmente no poder, estão promovendo uma verdadeira perseguição contra os princípios cristãos. E os focos principais deste ataque, cirurgicamente articulado pela agenda gay, é descredibilizar a Bíblia, desestabilizar a base sólida das famílias e acabar com a liberdade religiosa. O que vimos neste vídeo acima é só uma pequena amostra da consequência dessa articulação progressista.
Em outro vídeo, uma reportagem recente de um programa de televisão mostra, na íntegra, as práticas libidinosas e criminosas que acontecem nas famosas paradas gays que acontecem em várias cidades, promovidas pelos ativistas gays e patrocinadas com verba pública, veja abaixo:
Em minha cidade (Goiânia) alguns meses atrás, também aconteceu a tal parada gay, na qual as cenas vistas no vídeo acima se repetiram por toda extensão da famosa Avenida Paranaíba, bem como nas ruas adjacentes no centro da capital goiana em pleno domingo, dia que as famílias costumam utilizar a via pública para seus respectivos passeios. Porém, muitas famílias que moram nesta região central ficaram acuadas dentro de suas residências sem poder sair com seus filhos, tudo por conta dos inúmeros atos libidinosos obscenos praticados em plena via pública, além do consumo indiscriminado de drogas, brigas, orgias e perturbação do sossego público. Casais gays, muitos com pouquíssimas roupas e com as nádegas de fora, se acariciavam com intimidade em plena praça pública! (veja aqui - atenção, cenas impróprias).
Agora pasmem! Muitos pais estão levando crianças para estes ambientes, com o intuito de mostrar para a criançada que existe uma “cultura gay” que deve ser considerada “igualitariamente normal” pela população. (veja aqui) Aliás, o propósito do kit gay nas escolas é exatamente tentar implantar uma incentivadora “cultura homossexual” desde criança e destruir os valores familiares, pois segundo os ativistas gays, é bem cedo que começa a ser ensinado o suposto “preconceito” contra este modus vivendi contrário a natureza. Veja um recente exemplo do avanço desta afronta à família no vídeo abaixo:
A situação é muito séria e mais profunda do que possamos imaginar! O marxismo cultural está se fortalecendo em nosso país, infiltrando-se há muito tempo através da “classe falante” (pessoas que produzem cultura e são formadores de opinião: jornalistas, cineastas, psicólogos, professores universitários, juízes, escritores, etc.), principalmente na esfera política em tempos de governo vermelho da foice e do martelo, inclusive até mesmo dentro de muitas igrejas através dos “evangélicos progressistas”.
O objetivo principal é promover uma “revolução cultural” – já que a luta armada não deu certo no Brasil – e destruir a base cristã da sociedade, relativizar a estrutura familiar e colocar o maior número possível de militantes socialistas no poder, na cultura e na mídia. E as ameaças são inúmeras, dentre elas o avanço desta minoria que, a todo custo, quer “modernizar” e destruir a base sólida da sociedade que são as famílias, além de tentar descredibilizar o cristianismo e querer colocar uma mordaça jurídica na boca de quem ousar criticar tais comportamentos obscenos e contrários a natureza humana, taxando todas as pessoas que possuem opiniões contrárias ao comportamento homossexual com o desonesto rótulo de homofóbico, que na verdade trata-se de uma patologia clínica. Usam este termo como se o Brasil estivesse passando por um surto de doentes homofóbicos, causadores de um genocídio homossexual, mas esta falácia de números já foi desmascarada, veja aqui.
O governo gastando verba pública de onze milhões de reais para promover a parada gay, bem como outros eventos homossexuais, é um forte sinal de que estamos caminhando para um caos liberal em nosso país. A estrutura familiar está cada vez mais ameaçada pelos ativistas gays que estão promovendo o pecado e a destruição da família com o dinheiro público, introduzindo inclusive matérias legislativas inconstitucionais, tais como: PL 122/06, kit gay nas escolas, casamento gay, adoção de crianças por casais gays, etc. Estas são ameaças reais em nosso país que visam relativizar a moralidade e ferir as famílias brasileiras, introduzindo à força um “novo conceito de família”, minoritário, improcriável e incriticável. E muitas outras ameaças estão por vir, pois o processo progressista é gradativo e lento, mas torna-se eficaz perante a omissão da população majoritária do país que reprova tais comportamentos.
Ao refletir sobre esta situação, lembro-me das lutas dos reformadores Lutero e Calvino, dos quais além de combaterem os romanistas e libertinos da época, defendiam que a Igreja deveria ser parceira do Estado e da Escola, contribuindo com fundamentos cristãos para uma sociedade equilibrada. Inclusive, Calvino defendia que a igreja deveria ser a consciência do Estado, tendo a responsabilidade de repreender os governantes que não cumprem com justiça o seu governo e protestar contra leis injustas. Porém, infelizmente hoje é muito comum no meio eclesiástico escutarmos que a igreja não deve se envolver em política e educação.
Por fim, a pergunta bem sincera que deixo no ar para refletirmos é: nós como cristãos, o que devemos e podemos fazer a respeito? Devemos exercer a nossa cidadania? Se sim, como podemos defender a família e os princípios cristãos neste caos liberalista pecaminoso? Se não, o que devemos fazer? Ficar trancados dentro de nossas igrejas e assistir a destruição moral da sociedade na qual vivemos com as nossas famílias?
Caro leitor, qual a sua opinião? Aliás, qual a sua posição? Creio ser, no mínimo, necessário debater a respeito.
Que Deus tenha misericórdia da Nação Brasileira!
***
Ruy Marinho é editor do blog Bereianos e colunista do Púlpito Cristão.
***
Em Cristo,
Mário

O nome correto de Jesus é Yehoshua?



No Antigo Testamento, Josué era chamado de Oshea ben Num, isto é, “Oséias, filho de Num” (Nm 13.8; Dt 32.44). Oshea significa “salvação”. Moisés mudou esse nome para Yehoshua ben Num, que significa: “Josué, filho de Num” (Nm 13.16). Em hebraico, Yehoshua (ouYahushua), por conseguinte, corresponde ao nome Josué, em língua portuguesa, que significa: “YHWH é salvação”.

Como surgiu o nome de Jesus, em português? Como se sabe, Iesous é a forma grega do aludido termo hebraico Yehoshua. Quanto ao vocábulo Jesus, trata-se da forma portuguesa do grego Iesous. Ou seja, o Senhor Jesus é chamado de Iesous no Novo Testamento porque este foi escrito em grego, e não em hebraico. E isso quer dizer que os termosYehoshua, Iesous e Jesus significam exatamente a mesma coisa!

Nos tempos neotestamentários, era comum os hebreus usarem dois nomes. Veja o caso de Paulo: “Saulo, que também se chama Paulo” (At 13.9). Saulo era o seu nome de origem hebraica. E Paulo, o de origem grega. Não há, portanto, problema algum em citar o nome hebraicoYehoshua em sua forma grega — Iesous — ou em português: Jesus.

Falsos mestres há, na Internet, afirmando que o nome verdadeiro do Salvador não é Jesus. Dizem eles que os bilderbergs e illuminatisinventaram esse nome para enganar os ignorantes. O nome correto do Salvador, segundo esses webenganadores, conspiracionistas de plantão, deveria ser Yehoshua.

Dizem esses falsos mestres que um nome jamais deveria ser mudado, alegando que isso é um grande pecado. Ora, haja paciência! Para os brasileiros, New York é Nova Iorque ou Nova York. Quem viaja a Genebra ou estuda a língua francesa descobre que o nome dessa cidade é Genève. E assim por diante...

Para que apegar-se a esse purismo línguístico exacerbado? Se dermos ouvidos a esses que se dizem filólogos, daqui a pouco nenhuma versão da Bíblia poderá ser usada nas igrejas e seminários, e todos os crentes terão de portar Bíblias nas línguas originais, além de serem versados em hebraico, aramaico e grego.

Devemos ter cuidado com a literalidade do texto, a fim de preservarmos o sentido original. Traduzir um nome hebraico ou grego para a língua portuguesa não afeta em nada a mensagem de Deus à humanidade, especialmente a de que Ele amou o mundo de tal maneira, a ponto de dar o seu unigênito Filho, para que todos os que nEle creem não pereçam, mas alcancem a vida eterna (Jo 3.16).

Como se vê, essa é mais uma das muitas questiúnculas levantadas também por ateus, agnósticos, incrédulos e adeptos de seitas anticristãs, com a intenção de verberar contra a Bíblia, a Palavra de Deus. Não nos deixemos enganar por esses webenganadores que visam a confundir a mente de cristãos incautos e desavisados.

Ciro Sanches Zibordi                                  Blog do Ciro
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Jesus, o nome sobre todo nome




O nome de uma pessoa é sua maior identidade
. O nome representa a personalidade, o caráter e a missão de uma pessoa. Recebe-se um grande nome por herança, doação e conquista. Jesus tem o nome sobre todo o nome por essas três razões. O nome de Jesus é conhecido no céu, na terra e no inferno. Anjos, homens e demônios se curvam diante de sua majestade. Ele é o Senhor dos senhores, o Rei dos reis, o Soberano dos reis da terra. Nele vivemos, nos movemos e existimos. Ele é a nossa vida, a nossa paz, a nossa alegria, a nossa herança, a nossa justiça, a nossa salvação. 


Em primeiro lugar, Jesus herdou o maior de todos os nomes (Hb 1.4).
Jesus é a exata expressão do ser de Deus, o resplendor máximo da sua glória, o herdeiro de todas as coisas. Por isso, herdou mais excelente nome do que os anjos e foi exaltado acima de todos os seres celestiais. Ele está entronizado acima dos querubins. Diante dele até os serafins cobrem o rosto. Ele é o Rei da glória e diante de sua majestade todo o universo se curva. Jesus é tudo em todos. Ele é o centro da eternidade e da história. Ele é o agente da criação, o sustentador do universo, o regente que governa os destinos da história e faz todas as coisas conforme o conselho de sua vontade. Não há nenhum nome que se compare ao nome de Jesus. Nenhum nome que esteja acima do nome de Jesus. Esse nome ele herdou do Pai. 


Em segundo lugar, Jesus recebeu por doação o maior de todos os nomes (Fp 2.9-11).
Pelo fato do Rei da glória ter se tornado servo e se humilhado até à morte e morte de cruz, Deus Pai o exaltou sobremaneira, acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e debaixo da terra e toda língua confesse que Jesus é o Senhor para a glória de Deus Pai. Não há salvação fora do nome de Jesus. Ele recebeu esse porque é o Salvador do seu povo (Mt 1.21). Não há nenhum outro nome dado entre os homens pelo qual importa que sejamos salvos (At 4.12). Há poder no nome de Jesus para curar os enfermos (At 3.6). Há poder no nome de Jesus para libertar os cativos (Lc 10.17). Há poder no nome de Jesus para termos nossas orações respondidas (Jo 16.23). O nome de Jesus é o centro das Escrituras. Jesus é o Alfa e o Ômega. Ele é o Maravilhoso Conselheiro, o Deus forte, o Pai da eternidade e o Príncipe da paz. Jesus é Verbo eterno, o Emanuel, o Pão da vida, a Luz do mundo, a Videira verdadeira. Ele é o bom Pastor, a Porta das ovelhas, o Caminho, e a Verdade e a Vida. Ele é a Ressurreição e a vida, Aquele que esteve morto, mas está vivo pelos séculos dos séculos. Ele é o Salvador, o Messias e o Senhor. Diante de seu nome reis e vassalos, ateus e religiosos, ricos e pobres, doutores e analfabetos, anjos, homens e demônios precisam se curvar. Seu nome está acima de todo nome que se possa referir no céu e na terra! 


Em terceiro lugar, Jesus recebeu o maior de todos os nomes por conquista (Cl 2.15).
Jesus triunfou sobre os principados e potestades na cruz, despojando-os e decretando sua consumada derrota. Foi na cruz que Jesus esmagou a cabeça da serpente. Foi na cruz que Jesus arrancou a armadura do valente e o expôs ao desprezo. Jesus venceu o diabo, a morte e o pecado. Ressuscitou triunfantemente, ascendeu ao céu e foi entronizado com glória e majestade, acima de todo principado e potestade. Ele tem as chaves da morte e do inferno. Jesus tem todo o poder e toda autoridade no céu e na terra. Ele tem o livro da história em suas onipotentes mãos. Em breve, ele voltará com grande poder e glória para julgar as nações. Então, ele calcará aos pés todos os seus inimigos e todos os reinos do mundo serão do Senhor e do seu Cristo e ele reinará pelos séculos dos séculos. O universo inteiro se ajoelhará para dizer: "Ao que está sentado no trono e ao Cordeiro seja o louvor, e a honra, e a glória e o domínio pelos séculos dos séculos". Então, depositaremos aos seus pés nossas coroas e o serviremos por toda a eternidade!

Rev. Hernandes Dias Lopes                               Blog: Palavra da Verdade
***
Em Cristo,
MCA

“Estão querendo criar uma ditadura gay no Brasil e não vamos aceitar”, afirma deputado

AMADOS,FIQUEMOS ATENTOS AOS ABUSOS DOS GAYS E "SIMPATIZANTES".
AS RELAÇÕES HOMOSSEXUAIS SÃO CONTRA DEUS E SUA PALAVRA, NÃO TENHA MEDO DE AFIRMAR ISSO.
O SENHOR ESTÁ NO CONTROLE DE TUDO E ESTÁ SOBRE TODOS.
MCA

Insistência de evangélicos pela 'cura gay' aprofunda guerra na Câmara
por Jarbas Aragão

“Estão querendo criar uma ditadura gay no Brasil e não vamos aceitar”, afirma deputado

No mês passado, uma audiência na Câmara Federal foi palco de discussões acaloradas sobre o tema “cura gay”. O deputado Ronaldo Fonseca (PR-DF) reclama que, segundo ele, há “um grupinho” que deseja “criar uma ditadura gay no Brasil”.

Mas ele deixa claro que os evangélicos continuarão marcando posição: “Eu não acho que os homossexuais são doentes, acho que são mal orientados, porque a sexualidade é uma orientação. Nós vivemos num país livre, ninguém pode ser condenado por virar homossexual, mas tem um grupinho que quer impor para a sociedade um terceiro gênero. Isso não existe. Eles estão querendo criar uma ditadura gay no Brasil e não vamos aceitar”.

O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), possivelmente o principal defensor dos homossexuais no Congresso lamenta a dificuldade de o país aceitar a luta do movimento.”A relação de uma pessoa homossexual consigo mesma numa cultura de opressão é de vergonha e culpa. O que isso vai fazer é, no mínimo, um estrago na psique homossexual. Vai fortalecer a vergonha e a culpa”.

Nesta semana, o projeto de Decreto Legislativo nº 234/2011 de João Campos (PSDB-GO), deve ser votado na Comissão de Seguridade Social e Família e, se aprovado, irá para a Comissão de Constituição e Justiça. Sua proposta é a revogação da decisão do Conselho Federal de Psicologia que não permite “cura” aos gays. Os parlamentares ligados a movimentos evangélicos dizem que os psicólogos estão sendo coagidos.

Roberto de Lucena (PV-SP), relator do projeto, deu voto favorável à revogação e criticou o Conselho de Psicologia: “As autarquias não têm competência para emitir resoluções que interfiram no exercício do profissional e na liberdade dos profissionais em participar de serviços ou de expressar seus pensamentos, descobertas e conhecimentos. O projeto objetiva, apenas, impedir que o Conselho exerça uma ação coercitiva e de censura com os psicólogos, especialmente em suas manifestações públicas”.

Ele defende que a bancada evangélica quer apenas garantir que os psicólogos possam se expressar sobre a possível reversão do homossexualismo ou outro assunto qualquer, sem a ameaça de verem seus registros profissionais cassados.

Segundo a vice-presidente do Conselho Federal de Psicologia, Clara Goldman, os profissionais da psicologia são proibidos de “curar” o homossexualismo, simplesmente porque isso não é mais considerado uma doença pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Clara pede união de outros conselhos para impedir a aprovação da lei.

“Apesar da sociedade brasileira e do mundo reconhecer que homossexualidade não é doença, existe um movimento contestador que pretende tratá-la como tal e propor a cura. Precisamos fazer um enfrentamento competente e poderoso contra isso. O pensamento conservador é homofóbico porque, além de tentar retroceder, ele propõe a cura. As terapias são inaceitáveis e não têm nenhuma base científica. Os conselhos profissionais devem se unir e tomar posições firmes em rechaçá-las”, enfatiza

Toni Reis, presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), continua criticando a “bancada evangélica” e a classificando de homofóbica e fundamentalista.

Ao fazer um balanço da luta pelos direitos gays, concluiu: “Esse movimento fundamentalista religioso tem pressionado o Executivo e o Legislativo contra as demandas da nossa comunidade. Não estamos percebendo uma defesa, a criminalização da homofobia não foi aprovada e aumentaram em 77% as denúncias de crimes contra homossexuais. O saldo é muito negativo em 2012, não temos nada a comemorar, só reivindicar”. As informações são do portal Terra,Via Gospel Prime.
***
Em Cristo,
MCA

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

O “Festival Promessas” que você não viu na telinha da Globo

AMADOS LEIAM ESTE TEXTO EM SUA ÍNTEGRA E PROCUREM ENTENDER COMPLETAMENTE O QUE ESTÁ COLOCADO AQUI.
O SHOW TEM QUE ACABAR!!!

MCA

 Por: Estrangeira

Hoje à tarde a Rede Globo apresentou o programa Festival Promessas, de cerca de uma hora de duração, num dos horários mais ingratos da televisão brasileira: sábado à tarde.

Ora, se como alguns sonham os evangélicos estão com a "bola toda" na Globo, por que essa emissora não mostrou o especial gospel num horário mais atrativo, como após a novela das nove? Muitos estão achando que a Globo está se dobrando para os evangélicos, quando na verdade essa emissora está apenas dando umas migalhas em troca da fidelidade comercial do público-alvo em questão. Para se ter idéia da "importância" do horário, o Festival Promessas competiu diretamente com a enésima reprise do desenho Pica-Pau na Record.

Os evangélicos estão mesmo com moral na Globo, não é?

Se segundos pagos a peso de ouro (quase 80 mil reais por 30 segundos de propaganda) é indício de moral com a Globo, os pastores Juanribe Pagliarin e Rodovalho estão com tudo, pois gastaram altas quantias para terem a "honra" de ver seus produtos gospel anunciados na Vênus Platinada.

Enquanto isso, dezenas passam fome bem pertinho das igrejas desses e de outros senhores.

Mas enfim, estivemos na gravação do Festival Promessas em São Paulo. Ficamos de frente a uma das entradas, com nossas faixas estendidas. E foi uma grande bênção.

Muitos vieram perguntar o porquê das faixas, e tivemos a oportunidade de explicar que não somos contra a música, mas contra a comercialização do Sagrado, o uso de Deus como propaganda visando lucro pessoal, contra artistas gospel (pastores e cantores) que só pregam ou cantam com pagamento de cachê.

Ora, se queremos justificar nossos shows como local para a pregação do Evangelho, não é contraditório lucrar com essa pregação? Onde vemos Jesus e os apóstolos, ou mesmo os profetas, ganhando dinheiro em cima da Palavra de Deus?

O que eu vejo, quando leio a Bíblia, é o contrário. Vejo Jesus usando de poucos pães e peixes e comendo tudo sozinho, já que Ele é o pastor e tem que estar bem fisicamente para pregar a Palavra.

Minto. Eu não vejo isso, mas muitos pastores e artistas gospel não só vêm, como usam isso como justificativa, já que precisam do dinheiro em nome de Jesus para se manter.

O que realmente vejo é Jesus dividindo poucos pães e peixes com a multidão que O ouvia. Vejo Jesus dividindo o que não tinha, e não pedindo para quem o assistia para que Lhe desse uma porção do que tivesse.

Quando paramos para pensar que há artistas gospel cobrando 30 mil reais para "louvar", e ainda se achando o "maior ministro de louvor", é caso para choro e ranger de dentes. É fim de mundo gospel.

Muitos dos que nos abordaram no Festival Promessas entenderam essa mensagem. Alguns até desistiram de participar do $how. Outros, porém, ficaram pensativos. E outros mais nos chamaram de "ridículos" e coisas do tipo, afinal, como evangélicos, tinham todo o direito de "se divertir" ali.

Uma questão nos indignou: "onde fica o livro de Amós?", perguntou uma moça que nunca tinha visto tal livro na Bíblia. Como ela, quantos sabem que existe Amós, ou mesmo que existe o final dos capítulos cujos versículos isolados são lidos na pregação dominical?

A seguir, cenas que não apareceram no Festival Promessas da Rede Globo. Precisamos nos voltar para Cristo e Sua Palavra, precisamos diminuir para que Ele cresça. Pena que essa lição os artistas gospel só entenderão quando se deixarem seguir a Cristo e morrer verdadeiramente para este mundo.






Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!
***
Fonte : Blog: Uma estrangeira no mundo
***
Em Cristo,
MCA

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Pergunta: "O que é a Profecia Maia de 2012?"

AMADOS,PARA QUEM AINDA TEM ALGUMA DÚVIDA FICA AÍ A RESPOSTA MAIS COMPLETA QUE ENCONTREI SOBRE A "FALÁCIA" DO FIM DO MUNDO EM 2012.
MCA



 Os antigos maias, com base em gráficos estelares, profetizaram que 21 de dezembro de 2012 seria o fim do mundo (ou pelo menos a data de algum tipo de catástrofe universal). Os gráficos estelares meso-americanos começaram por volta de 680 AC na civilização olmeca, a qual gravou padrões astrológicos e eventualmente compartilhou essa informação com os maias. Os maias tinham uma longa história de seguir o solstício de inverno (provavelmente para o plantio de culturas) e criar calendários (pelo menos 17 que conhecemos). Em algum momento, eles desenvolveram a crença de que o sol é um deus e de que a Via Láctea, que chamavam de "Árvore Sagrada", era uma porta de entrada para a vida futura. Depois de aprender com os olmecas, os maias mantiveram registros de padrões do movimento estelar pelos próximos 200-300 anos.

Os maias desenvolveram o seu próprio calendário (A Longa Contagem) cerca de 355 AC. Eles foram capazes de utilizar as suas observações e proezas matemáticas para calcular os movimentos futuros de estrelas no céu. O resultado foi que os maias descobriram o efeito de oscilação da terra ao girar sobre o seu eixo. Esta oscilação faz com que as estrelas se movam gradualmente no céu (um efeito chamado "precessão") em um ciclo de 5.125 anos. Os maias também descobriram que uma vez em cada ciclo a faixa escura no centro da Via Láctea (chamada de "Equador Galáctico") cruza o elíptico (o plano do movimento do sol através do céu).

Durante o ano da intersecção, o sol atinge o seu solstício (um breve momento em que a posição do sol no céu encontra-se na sua maior distância angular do outro lado do plano equatorial do observador) no dia 21 de dezembro para o hemisfério norte e 21 de junho para o hemisfério sul. Naquele tempo, o solstício ocorre no mesmo momento da conjunção do equador galáctico com a Via Láctea. O ano em que isso ocorre (em relação ao nosso calendário gregoriano) é 2012 DC e aconteceu pela última vez em 11 de agosto de 3114 AC. Com a mitologia maia ensinando que o sol é um deus e que a Via Láctea é a porta de entrada para a vida e a morte, os maias concluíram que este cruzamento no passado deve ter sido o momento da criação. Os hieróglifos maias parecem indicar que eles acreditavam que o próximo cruzamento (em 2012) seria uma espécie de final e de um novo começo de um ciclo.

Todas as chamadas "profecias maias de 2012" são nada mais do que extrapolações descontroladamente especulativas, com base em interpretações ainda incertas por estudiosos de hieróglifos maias. A verdade é que, além da convergência astrológica, há poucos indícios de que os maias profetizaram algo específico a respeito dos eventos em seu futuro distante. Os maias não eram profetas, pois não foram capazes de prever a sua própria extinção cultural. Eles eram grandes e talentosos matemáticos, mas também eram um povo tribal brutalmente violento com uma compreensão primitiva dos fenômenos naturais, exercendo crenças arcaicas e práticas bárbaras de derramamento de sangue e sacrifício humano. Eles acreditavam, por exemplo, que o sangue de sacrifícios humanos alimentava o sol e dava-lhe a vida.

Não há absolutamente nada na Bíblia que apresente 21 de dezembro de 2012 como o fim do mundo. Embora essa data não seja menos válida para um evento do final dos tempos do que qualquer outra data futura, a Bíblia em nenhum lugar apresenta os fenômenos astronômicos aos quais os maias apontavam como um sinal do fim dos tempos. Aparentaria ser inconsistente da parte de Deus permitir que os maias descobrissem uma verdade tão surpreendente e ao mesmo tempo manter os muitos profetas do Antigo Testamento ignorantes da cronologia das ocorrências. Em resumo, não há absolutamente nenhuma evidência bíblica de que a profecia maia de 2012 sobre a previsão do dia do juízo final seja válida ou provável em qualquer sentido.

Aceitar a profecia maia de 2012 exige a aceitação das seguintes teorias: o nosso sol é um deus; o sol é alimentado pelo sangue do sacrifício humano; o momento de criação ocorreu em 3114 AC (apesar de todas as provas de que aconteceu muito mais cedo); e o alinhamento visual das estrelas tem algum significado para a vida humana cotidiana. Como qualquer outra religião falsa, a religião maia buscava elevar a criação em vez do próprio Criador. A Bíblia nos fala sobre esses falsos adoradores: "Por isso Deus os entregou, nas concupiscências de seus corações, à imundícia, para serem os seus corpos desonrados entre si" (Romanos 1:25), e "Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis" (Romanos 1:20). Aceitar a profecia maia de 2012 também nega o claro ensino bíblico sobre o fim do mundo. Jesus nos disse: "Quanto, porém, ao dia e à hora, ninguém sabe, nem os anjos no céu nem o Filho, senão o Pai" (Marcos 13:32).

FONTE: www.GotQuestions.org/Portugues
Em Cristo,
MCA

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

PASTOR SILAS MALAFAIA AFIRMA QUE “NÃO INTERESSA” SE A GLOBO SE APROXIMOU DOS EVANGÉLICOS POR INTERESSE COMERCIAL: “NOSSO INTERESSE É O REINO” SERÁ???

AMADOS,VEJAM MAIS ESTA DO "MERCENÁRIO DA FÉ" MALAFAIA.
MCA

O pastor Silas Malafaia foi convidado pela organização do Troféu Promessas para ministrar uma palavra durante a cerimônia de entrega das premiações, que contou ainda com apresentações de música gospel.

Durante o evento, Malafaia afirmou que a aproximação da TV Globo com as igrejas se dá porque a emissora sabe que em breve a população brasileira será formada majoritariamente por evangélicos.

Malafaia se manifestou favorável à organização de um evento gospel por uma empresa secular, e afirmou, em entrevista ao Guia-me, que embora os interesses sejam diferentes, o resultado é a divulgação do Evangelho: “Não interessa se eles têm interesse comercial, nosso interesse é Reino. E outra, se os cantores se vendessem pra Globo, todo mundo seria da Som Livre, ninguém seria da Central, da MK, da Sony…”, afirmou.

Para o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, é importante aproveitar a oportunidade de estabelecer parceria com as Organizações Globo: “O apóstolo Paulo falou que importa é que o evangelho seja pregado. Pode ser por contenda, por porfia, até por escândalo, não importa. Chegaram para Jesus e disseram: ‘olha, tem uns caras aí pregando de uma forma diferente’. E Ele disse: ‘quem não é contra nós, é por nós’”, argumentou o pastor.

A medida de comparação do pastor Malafaia é o crédito que atualmente é dado aos evangélicos: “Um dia desses a produção do Fantástico me ligou pra saber se era seita ou se era igreja evangélica [...] Hoje, antes de falarem mal de pastor me ligam. Será que isso é ruim?”, questionou, fazendo menção ao caso da seita de “Israelitas”, acusada de ligação com o narcotráfico e de cultivo de e refino de cocaína na fronteira do Brasil com o Peru.

Acostumado a criticar quem diverge de suas opiniões, o pastor voltou a atacar formadores de opinião que pensam diferente dele: “Um bando de gente tem inveja do sucesso dos outros. Com o advento da internet, ‘famosos anônimos recalcados’ querem atirar pedras em quem Deus tem abençoado”, disse, antes de ressaltar mais uma vez que apesar de ser alvo de diversas críticas no meio evangélico, a Globo é um poderoso meio de comunicação: “Não importa se é o SBT, a Globo ou a Record. É pra divulgar o evangelho? Então vamos”.

Também presente no evento, o pastor Juanribe Pagliarin afirmou, segundo o site Creio, que “a paixão dos evangélicos é estar na Globo. Parabéns à Globo e aos realizadores [do Troféu Promessas] por esta aproximação”.

***

Texto de Tiago Chagas, para o Gospel+.

NOTA DO BLOGUEIRO: Lamentável ver esta justificativa. Enquanto a Igreja Evangélica Brasileira se perde na doutrina, no partir do pão e no verdadeiro fim incubido a ela, vem o Silas com essa onda de que o interesse final em estarem na Globo é o Reino.

Não por estarem lá… Mas me pergunto, das muitas vezes que estiveram por lá, quantas vezes vi um discurso claro e direto em ralação ao Reino de Jesus? (?????) Vi astros, estrelas, gente cheia de vaidade, gente mais preocupada em legitimar seu grupo religioso e ratificar a ascensão de um Mercado dito Gospel que se entranha e se reheia de contratos, cláusulas, acordos financeiros gigantescos onde venda de CD’s, Grifes, Bíblias, artefatos religiosos e Show’s são a “mola mestra” que impulsiona o momento de ascensão. O que vi foi vexame!

Me perdoem, mas não consigo ver a simpliscidade de Jesus e a subversividade do Evangelho em tanta asneira e entretenimento fantasiado de Evangelho dentro da Globo. Não consigo mesmo! E essa do Trofeu Promessas…não quero nem conjecturar. Se eles se denominam de adoradores, pra mim isso não tem sentido nenhum. Portanto, pafaraseando a canção Rookmaaker, acho que minha impressão é “Eu ‘vejo’ um paradoxo no palco”.

***

Antognoni Misael, co-editor do Púlpito Cristão.   
Via Púlpito Cristão
***
MCA

VENDILHÕES MODERNOS: BISPA SÔNIA LANÇA PERFUME NA IGREJA!


Mulheres adoram estar lindas e cheirosas, não é? Agora, Bispa Sonia Hernandes que sempre deixa as mulheres lindas e De Bem Com a Vida de dentro para fora traz uma grande novidade, a linha de cosméticos “Divinessence – Kit De Bem Com a Vida”.



O lançamento da linha aconteceu no último sábado (8) e trata-se de uma linha com perfume, creme hidratante e sabonete liquido. Durante o culto da manhã que Bispa Sonia ministra, ela falou um pouco sobre essa realização “essa linha de produtos vem da benção da Ceia de Oficiais, que diz que sementes que você nem lembrava que havia semeado iriam frutificar. E não vamos parar por aqui, em breve lançaremos a linha de perfumes para homens, que será o kit do Apóstolo Estevam”.



O Kit De Bem Com a Vida é uma ótima opção para presente de natal e já está disponível no site Gospel Bay, e-comerce projetado pela Igreja Renascer em Cristo, por um valor bem acessível. O site oferece embalagem para presente, entrega em qualquer lugar do Brasil e você pode comprar do conforto da sua casa.

Saiba um pouco mais sobre o kit De Bem Com a Vida

Em entrevista ao iGospel, a Bispa Fernanda Hernandes deu alguns detalhes exclusivos sobre o produto. Veja abaixo:

“Todas nos presenteamos no Natal com amor e com alguma lembrança especial, esse ano em destaque, a ideia é presentear nesse com o De Bem Com A Vida. Reunimos qualidade, essências especiais em embalagens exclusivas, para tornar essa comemoração uma celebração à vida.



O produto é de extrema qualidade, o hidratante possui uma textura ótima testada por mim e pela Bispa Sonia pessoalmente.

O perfume da Bispa tem as notas do perfume que ela ama! O fixador é um diferencial no nosso produto, comparado ao mercado nacional.

Além de ser o presente perfeito esse perfume vem para possamos durante todo o dia possamos exalar o bom cheiro de Cristo”, afirmou ela.

Michelle Barros- Redação iGospel

Fonte: Igospel
***
“Estando próxima a Páscoa dos judeus, subiu Jesus para Jerusalém. E encontrou no templo os que vendiam bois, ovelhas e pombas e também os cambistas assentados; tendo feito um azorrague de cordas, expulsou todos do templo, bem como as ovelhas e os bois, derramou pelo chão o dinheiro dos cambistas, virou as mesas e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio.” (Jo 2:13-16)

Que vontade de fazer o mesmo que o Mestre! A propósito, quando será o lançamento do óleo de peroba by Hernandes?
***
Via Púlpito Cristão
Com indignção total,
Mário César de Abreu

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Refutação bíblica e lógica ao texto “10 motivos para não celebrar o Natal”



Engana-se quem pensa que os inimigos do Natal são apenas os cristofóbicos da Nigéria, do Sudão, do Egito, do Iraque, do Paquistão e do Irã ou os líderes autoritários de países de maioria muçulmana — como Islom Karimov, presidente do Uzbequistão, que acaba de proibir a celebração do Natal de Cristo em nome do Estado laico.

Com a aproximação do dia 25 de dezembro, vemos em pregações e mensagens pela Internet líderes, pregadores e crentes em geral atacando a aludida celebração, como se ela fosse pagã e idolátrica. Mal começa dezembro, e alguns cristãos inimigos do Natal — que ironia! — já estão espalhando nas redes sociais textos e vídeos pelos quais satanizam o Natal, como se este trouxesse muitos males à cristandade. Neste artigo (talvez o último sobre o assunto, neste ano) refutarei pacientemente, item por item, o texto preferido dos evangélicos que se opõem ao Natal: “10 motivos para não celebrar o Natal”.

1. “A Bíblia não manda celebrar o nascimento de Cristo”.

Fiquei pensando: “O que os inimigos do Natal queriam, que Deus ordenasse: ‘Celebrai com júbilo o Natal de Cristo, todos os moradores da terra’?” Ora, nem tudo, nas Escrituras, é tratado por meio de mandamentos. A Bíblia é, também, um Livro de princípios, doutrinas, tipos, símbolos, parábolas, metáforas, profecias, provérbios, exemplos, etc. E um grande exemplo foi dado pelos anjos de Deus, que celebraram o Natal de Cristo, dizendo: “Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens!” (Lc 2.14).

Se há cristãos fanáticos, a ponto de se apegarem à questiúncula de que não existe um mandamento específico para se celebrar o Natal, que parem também de comemorar o Dia do Pastor, o Dia da Bíblia, o Dia da Escola Dominical, o Dia de Missões, a Festa das Nações, o Ano de Gideão, o Ano de Davi, o Ano da Colheita, o Feriado da Visão, o Ano Apostólico, a Semana Profética, etc. Ah, e também parem de receber presentes de aniversário, pois não há nenhum mandamento bíblico para celebrarmos o nosso aniversário!

2. “Jesus não nasceu em 25 de dezembro. Essa data foi designada por Roma numa aliança pagã no século IV. A primeira intenção era cristianizar o paganismo e paganizar o cristianismo; de acordo com o calendário judaico, Jesus nasceu em setembro ou outubro”.

Façamos uma conjectura: digamos que, um dia, ocorra um grande avivamento no Brasil, e todos os poderes se convertam ao Evangelho. Conversões em massa acontecem. O Brasil se torna um país 100% evangélico! O governo, então, considerando que 12 de outubro é um feriado religioso, estabelece que essa data será o Dia de Louvor a Jesus Cristo! O leitor se revoltaria contra essa data, sob a alegação de que ela fora outrora consagrada à Senhora Aparecida?

Estudos minuciosos revelam que Jesus não nasceu em 25 de dezembro. Mas essa data é histórica e foi escolhida pela Igreja Católica Romana (casada com o Estado, à época), a fim de induzir os pagãos — que adoravam o sol — a celebrarem o nascimento de Cristo. Em outras palavras, a intenção do imperador romano foi boa! Considerando que já havia uma grande comemoração pagã no mesmo dia, ele induziu a todos a se lembrarem do dia natalício de Cristo na data que eles estavam acostumados a adorar um deus falso!

3. “A igreja do Senhor está vivendo a época profética da festa dos tabernáculos, que significa a preparação do caminho do Senhor; e, se você prepara o caminho para Ele nascer, não o prepara para Ele voltar”.

Será que eu entendi de modo correto? Pessoas se arvoram contra o Natal porque não existe um mandamento específico sobre essa celebração, mas, ao mesmo tempo, apegam-se a uma simbologia “forçada”, com base na festa dos tabernáculos, para se oporem ao Natal de Cristo? Ora, uma das doutrinas fundamentais da Palavra de Deus é a encarnação do Verbo, isto é, o seu glorioso nascimento (Jo 1.14; 1 Tm 3.16). Aliás, a obra da redenção está em um tripé: nascimento do Senhor, sua morte e sua ressurreição (Gl 4.4; 1 Co 15.1-4). Ignorar o Natal de Cristo é deixar de valorizar uma parte de sua obra salvífica.

4. “O natal é uma festa que centraliza a visão no palpável e esquece do que é espiritual. Para Jesus o mais importante é o Reino de Deus, que não é comida nem bebida, mas justiça e paz no espírito”.

O Natal de Cristo, em si, não é uma festa de comida e bebida. São as pessoas do mundo sem Deus que só priorizam isso, em detrimento de real sentido da celebração em apreço. Quanto ao cristão que se preza, deve ser diferente das pessoas do mundo, a despeito de estar no mundo. Ele não se conforma com o modus vivendi das pessoas do mundo sem Deus (Rm 12.1,2), nem abraça o modo cada vez mais sincrético e consumista de se celebrar o Natal (cf. 1 Co 10.23-32).

Entretanto, a despeito de o Reino de Cristo ser preponderantemente espiritual, somos pessoas normais, que precisam comer, beber, dormir, trabalhar, participar de eventos festivos, etc. Segue-se que se alegrar com a família, no fim de dezembro, com um grande almoço ou jantar, glorificando a Cristo por seu Natal e sua obra vicária, como um todo, é lícito e conveniente ao cristão equilibrado.

5. “O natal se tornou um culto comercial que visa render muito dinheiro. Tirar dos pobres e engordar os ricos. É uma festa de ilusão em que muitos se desesperam porque não podem comprar um presentinho para os filhos”.

A afirmação acima é reducionista, visto que não pondera que o Natal de Cristo subsiste sem o aludido “culto comercial”. A Páscoa, por exemplo, não deixa de ser legítima em razão de ser aproveitada pelo mundo capitalista para explorar o consumismo. Se há uma celebração de Natal que prioriza o comércio, existe, também, uma celebração que prioriza Cristo! Segue-se que o motivo alegado para não celebrar o Natal de Cristo é, além de reducionista, generalizante e preconceituoso.

6. “O natal está baseado em culto a falsos deuses nascidos na Babilônia. Então, se recebemos o natal pela Igreja Católica Romana, e esta, por sua vez, a recebeu do paganismo, de onde a receberam os pagãos? Qual a origem verdadeira? O natal é a principal tradição do sistema corrupto, denunciado inteiramente nas profecias e instruções bíblicas sobre o nome de Babilônia. Seu início e origem surgiram na antiga Babilônia de Ninrode. Na verdade, suas raízes datam de épocas imediatamente posteriores ao dilúvio”.

Para início de conversa, o argumento acima despreza o fato de o Natal de Cristo preceder e transcender o paganismo que se infiltrou na Igreja Católica Romana. O nascimento do Senhor Jesus foi celebrado até pelos anjos, que exclamaram: “Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens!” (Lc 2.14). E mais: os magos do Oriente adoraram o Menino, ofertando-lhe dádivas, em uma casa — e não na manjedoura —, cerca de dois anos após o seu nascimento, conforme análise cuidadosa de Mateus 2. Ou seja, o Natal de Cristo não é invenção dos pagãos, e sim uma celebração genuinamente cristã.

Segue-se que nos lembrarmos do nascimento de Cristo, descrito na Bíblia, e glorificarmos a Deus por nos ter dado o seu Filho Unigênito é lícito e conveniente. Isso nada tem a ver com Roma, Babilônia, etc. Ademais, o fato de o Natal de Cristo ser celebrado também pela Igreja Católica Romana não o torna idolátrico ou pagão. Caso contrário, a missa, com a sua hóstia, tornaria a Ceia do Senhor igualmente idolátrica, não é mesmo?

7. “O natal não glorifica a Jesus, pois quem o inventou foi a Igreja Católica Romana, que celebra o natal diante dos ídolos (estátuas). Jesus é contra a idolatria e não recebe adoração dividida”.

Esse argumento também é reducionista, posto que ignora o fato de a idolatria ser uma condição do coração. Ela não é um pecado praticado de modo subjetivo. Celebrar o Natal de Cristo não implica idolatria. Esta, à luz do Novo Testamento, é uma ação objetiva, e não subjetiva. A idolatria é praticada de modo consciente. Nesse caso, dizer que o crente que celebra o Natal é idólatra não reflete julgamento segundo a reta justiça (Jo 7.24).

8. “Os adereços (enfeites) de natal são verdadeiros altares de deuses da mitologia antiga (que são demônios)”.

Muita coisa que há no mundo tem ligação com o paganismo e a idolatria: comidas, festas, nomes de cidades, costumes, etc. O cristão não precisa ser paranoico quanto a isso. A ele basta ser fiel ao seu Deus, não tomando parte ativa e conscientemente do culto aos deuses. Lembro o leitor, mais uma vez, de que a idolatria é praticada de modo objetivo, e não subjetivo. Opor-se ao Natal por causa dos enfeites cuja origem está ligada ao paganismo e praticar outras coisas de origem pagã é o mesmo que coar mosquitos engolir camelos (Mt 23).

O cristianismo verdadeiro não é fanatizante, como as religiões e seitas pseudocristãs e extremistas, que proíbem doação de sangue, ingestão de determinados tipos de alimento, participação em festas, casamento no templo, trabalho em determinado dia da semana, etc. Somos livres em Cristo (1 Co 10.23-32). Reprovar e até proibir a celebração do Natal de Cristo por causa de Papai Noel, duendes, gnomos, decorações natalinas e outras coisas mundanas é característica de um pseudocristianismo desequilibrado (cf. Ec 7.16,17).

Se quisermos abraçar o legalismo, não podemos falhar em nenhum ponto da lei. Então, pergunto: O crente que se opõe ao Natal de Cristo por causa dos elementos pagãos e consumistas, mencionados neste artigo, também deixa de consumir bolo de aniversário, em razão de sua origem pagã? O que ele pensa sobre o vestido de noiva, o terno e a gravata, as construções que ele visita e as ruas da cidade por onde ele anda? Quase nada, neste mundo, tem origem cristã...

9. “O natal de Jesus não tem mais nenhum sentido profético, pois todas as profecias que apontavam para sua primeira vinda à terra já se cumpriram. Agora nossa atenção de se voltar para sua Segunda vinda”.

Nesse caso, a Bíblia é apenas um tratado de escatologia, que se ocupa exclusivamente de assuntos relativos ao futuro? Ora, as Escrituras apresentam muitas doutrinas escatológicas, porém elas também contêm teologia, cristologia, pneumatologia, antropologia, hamartiologia, soteriologia, eclesiologia e angelologia. Sabemos que o Natal de Cristo está ligado diretamente à cristologia e à soteriologia. Entretanto, como todas as doutrinas bíblicas são intercambiáveis, em Apocalipse 12 há uma menção ao Menino Jesus! Será que o inimigos do Natal sabem disso?

10. “A festa de natal traz em seu bojo um clima de angústia e tristeza, o que muitos dizem ser saudades de Jesus, mas na verdade é um espírito de opressão que está camuflado, escondido atrás da tradição romana que se infiltrou na igreja evangélica, e que precisamos expulsar em nome de Jesus”.

Desde a minha infância aprendi a celebrar o Natal de Cristo. Lembro-me com muita alegria das peças, poesias e cantatas natalinas, além das maravilhosas mensagens de Natal, ministradas por homens de Deus. A lembrança da encarnação do Senhor propicia alegria na alma, e não tristeza! Prova disso é que vários hinos da Harpa Cristã, hinário oficial das Assembleias de Deus, nos estimulam a celebrar o Natal de Cristo. Vejamos especialmente os hinos 21, 120, 366, 481 e 489.

Apresento, pois, algumas sugestões (ou conselhos) aos cristãos inimigos do Natal de Cristo. Não se deixem influenciar pelo espírito do Anticristo (1 Jo 4.3). Observem que o Diabo deseja, a todo custo, fazer com que o nome de Jesus desapareça da face da terra. E uma de suas estratégias é apresentar “outro evangelho”, fanatizante, farisaico, legalista, que procura desviar os salvos da verdade, carregando-os de ordenanças, como: “não toques, não proves, não manuseies” (Cl 2.20-22). Em vez de apresentarem inúmeras razões para não celebrarmos o Natal de Cristo, falem da gloriosa encarnação do Verbo (1 Tm 3.16; Jo 1.14; Gl 4.4,5), da sua morte vicária (2 Co 5.17-21) e da sua maravilhosa ressurreição (1 Co 15.17-20)!

Celebremos sem medo o Natal de Cristo! Merry Christmas!

Ciro Sanches Zibordi                         Blog do Ciro
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Existe mandamento bíblico para celebrarmos o Natal?


Como tenho escrito vários artigos sobre o Natal de Cristo — aqui e nas redes sociais —, um internauta argumentou: "Não existe nenhuma ordem bíblica para a celebração do Natal". Eu poderia ter repetido tudo o que já escrevi sobre o assunto ou simplesmente ter pedido a ele que lesse meus textos. Mas resolvi lhe fazer algumas perguntas.

Há alguma ordem bíblica para celebrarmos o nosso aniversário, fazendo um culto de ações de graça por mais um ano de vida e oferecendo bolo aos convidados? Existe mandamento específico para as mulheres casarem com vestido de noiva, branco, com véu e grinalda? Há ordem nas Escrituras para o homem casar de terno e gravata?

Existe ordem bíblica para o casamento ser realizado primeiro no cartório e depois no templo? Aliás, há mandamento específico que indique o local onde o matrimônio deva ser oficializado? Existe ordem nas páginas sagradas para os noivos fazerem uma recepção aos convidados e, depois, viajarem em lua de mel?

A Ceia do Senhor é uma ordenança do Senhor Jesus. Mas onde está o mandamento para a celebrarmos de mês em mês ou a cada semana? Existe ordem bíblica para fazermos a Escola Bíblica Dominical? Há mandamento na Palavra de Deus para começarmos o culto às 19 horas, aos sábados, e às 18, aos domingos, por exemplo?

Existe mandamento bíblico para termos uma conta no Facebook ou no Twitter, ou para mantermos um blog? Há ordem de Deus na sua Palavra para eu escrever este artigo? Enfim, também não existe mandamento específico para celebrarmos o Natal.

Vale salientar mais uma vez que o Natal de Cristo precede e transcende qualquer tradição pagã adotada pelo romanismo. Sabemos que Jesus não veio ao mundo em 25 de dezembro, mas Ele nasceu! E, se há uma data convencionada para essa celebração, o cristão que se preza, além de glorificar ao Senhor por sua gloriosa obra expiatória, deve aproveitar esse acontecimento para apresentar o Evangelho ao mundo.

Celebrar o Natal de Cristo — repito — é lícito e conveniente, visto que a obra redentora abarca a encarnação do Verbo, a sua morte vicária e a sua ressurreição para a nossa justificação. Além disso, reitero que o Natal é uma festa cristã, celebrada por anjos e pastores, na primeira noite natalina (Lc 2.8-20), e pela família do Senhor, em sua casa, juntamente com sábios do Oriente, cerca de dois anos após seu nascimento (Mt 2.1-16).

Amém?

Ciro Sanches Zibordi                           Blog do Ciro
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

sábado, 8 de dezembro de 2012

Dia da Bíblia será comemorado em todo o Brasil


As atividades servem para incentivar a leitura entre os cristãos e também para evangelizar pessoas em todo o país

por Leiliane Roberta Lopes
Dia da Bíblia será comemorado em todo o Brasil
No próximo domingo (9) comemorações em todo o Brasil marcarão a celebração do Dia da Bíblia, com cultos especiais, carreatas, concentrações, maratonas de leituras, distribuição de Bíblias, jograis e outras atividades que remetem à data.

A Sociedade Bíblica do Brasil disponibilizou um site para as igrejas e ministérios que precisam de dicas de atividades para celebrar esta data que mostra a importância do livro mais vendido no mundo.

O Dia da Bíblia é comemorado todo o segundo domingo do mês de dezembro, a data é lembrada há séculos, pois foi criada em 1549 na Grã-Bretanha pelo bispo Cranmer que inclui a data no livro de orações do Rei Eduardo VI.

A data passou a ser lembrada como um dia de intercessão para que as pessoas se voltassem para a Palavra de Deus. No Brasil a celebração acontece desde 1850, mas passou a ganhar manifestações públicas apenas em 1948 quando a SBB encabeçou um evento no Monumento do Ipiranga em São Paulo.

Desde 2001 o Dia da Bíblia foi reconhecido através de uma Lei Federal é hoje faz parte do calendário oficial brasileiro.

Para participar das comemorações ou criar atividades em sua igreja acesse o site do Dia da Bíblia e veja como é possível celebrar ao Livro Sagrado do cristianismo, quer seja se aprofundando em conhecimento ou evangelizando.
***
Fonte: Gospel Prime
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Fica a dica



Amados, não percamos o nosso precioso tempo repercutindo ou discutindo sobre as declarações de pseudo-humoristas e, ao mesmo tempo, pseudojornalistas a serviço do ativismo LGBTUVWXYZ e da agenda liberal. Eles usam os seus programas de TV para ridicularizar o Evangelho e não querem ver o outro lado da questão.

Tais falsos jornalistas e humoristas de quinta categoria (que vivem buscando confusão e, às vezes, até sofrem agressões físicas em razão de, primeiro, agredirem verbalmente as pessoas que não concordam com a sua conduta inconveniente) estão a serviço da imoralidade, do ateísmo, do laicismo, da evangelicofobia, custe o que custar. Eles não têm argumentação científica convincente e usam como principal arma o escárnio do Evangelho e dos evangélicos, mesmo que estes demonstrem estar preparados para discutir de maneira competente sobre qualquer assunto ligado ao comportamento humano.

São esses mesmos falsos humoristas, zombeteiros, que (na TV e em suas performances de "stand-up comedy") fazem gracejos com o Holocausto, defendem abertamente o aborto, verberam contra a moral e a ética esposadas pelo verdadeiro cristianismo e relativizam, ainda que de modo tácito, a pedofilia e o estupro. É triste ver na grande rede pessoas que se dizem cristãs promovendo e defendendo esses "telemauricinhos" e "telepatricinhas" pseudo-intelectuais a serviço da agenda liberal.

Como se costuma dizer nas redes sociais, "fica a dica".

Ciro Sanches Zibordi                           Blog do Ciro
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Minutos antes da transmissão da entrega do Troféu Promessas…

Afastem de mim o som das suas canções e a música das suas liras. Em vez disso, corra a retidão como um rio, a justiça como um ribeiro perene! - Amós 5:23-24

by Estrangeira



Recebi um tuite dizendo que em poucos minutos transmitiriam, via Facebook, a entrega do Troféu Promessas, aquela premiação da Rede Globo para encher os egos dos artistas gospel nacionais. Resolvi dar uma passadinha por lá e já havia mais de uma centena de perfis aguardando ansiosamente pela transmissão.

Abaixo algumas das mensagens enviadas no chat da transmissão minutos antes de seu inicio. Qualquer semelhança com torcidas de ídolos do futebol ou da música não é mera coincidência.

Blendo Ribeiro MEU DEUS, REPREENDE TODO OLHO GORDO DESSE POVO QUE NAO QUER PERMITIR ESSE PROGRAMA, QUE TUDO SEJA RESOLVIDO, POIS QUEM TOMAR O TROFEU DA MAO DA FERNANDA, MAIS PELO MENOS UM ELA VAI LEVAR, E QUE DEUS POSSA TER MISERICORDIA DAQUELES QUE PERDEREM! AMEM

Diana Stuart Dani Araújoooooooooooooooooooooooo

Renata Lucas FORTALEZA DE ADORAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!

Wellington Tiago quem quer que o THALLES GANHE SE ESCREVE AI --

Richard Lucas GLÓRIA DA JUSTIÇA / E SOL IN RIO / GLÓRIA DA JUSTIÇA / E SOL IN RIO / GLÓRIA DA JUSTIÇA / E SOL IN RIO / GLÓRIA DA JUSTIÇA / E SOL IN RIO / GLÓRIA DA JUSTIÇA / E SOL IN RIO /

Coroa de Ouro Melhor Cantora= Damares... Melhor CD PEntecostal=Damares... e JOTTA A MERECE. se não for da vontade de Deus, que a Damares receba. TOrcendo muito para a LYdia MOises

Abikeila Pinheiro joooooooooooooooottaaaaaaaaaa

Cissa Leal ariely bonatti, ariely bonatti, ariely bonatti, ariely bonatti t amuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Acsa Mariah AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA JOTTTTTTTTTTTTTTTTTTA

Laaís Mooreira #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum #FernandaBrum

E claro, como não poderia deixar de ser, nós também deixamos nossa mensagem:

Uma Estrangeira No Mundo LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24 LEIAM AMÓS 5.23-24

É por essas e outras que estaremos no próximo sábado, dia 8/12, no Campo de Marte em São Paulo, na gravação do programa global Festival Promessas, onde portaremos camisetas e faixas com os versículos bíblicos que muitos desejariam riscar de suas Bíblias. Se quiinsiser estar lá conosco, é só ir e se juntar ao nosso insignificante rebanho (segundo os olhos humanos, porém grande por força de Deus).

Afastem de mim o som das suas canções e a música das suas liras. Em vez disso, corra a retidão como um rio, a justiça como um ribeiro perene! - Amós 5:23-24
Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

FONTE: BLOG UMA ESTRANGEIRA NO MUNDO
EM CRISTO,
MÁRIO

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

HEREGES SÃO PESSOAS LEGAIS QUE GANHAM O OUVIDO E ENGANAM O CORAÇÃO!




Por Josemar Bessa

Por que foi tão difícil para Paulo e os outros apóstolos combaterem os falsos mestres em seus dias?

Muitas pessoas esperam que aqueles que deturpam e torcem as verdades bíblicas sejam pessoas não amáveis, sem simpatia, sem carisma… Paulo disse aos coríntios: “E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.” – 2 Coríntios 11:14 – “Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo”. 2 Coríntios 11:3

Em toda a história da igreja homens que propagaram heresias destruidoras eram amáveis, simpáticos, falavam em amor ao próximo, se empenhavam em caridade… hoje é assim como sempre foi. Podemos ensinar doutrinas antibíblicas enquanto falamos em ajuda aos pobres, missão integral, igreja relevante… Na verdade, todas as religiões podem falar sobre temas simpáticos, agradáveis, caridosos… sendo mesmo assim o oposto da revelação bíblica. Podemos passar horas lendo Confúcio, Budismo… Mas nossa questão aqui são heresias que saem da igreja, de líderes na igreja, simpáticos, caridosos… Paulo quando fala sobre líderes que ensinam doutrinas heréticas e desviam homens da verdade, diz: “e com suaves palavras e lisonjas (bajulações) enganam os corações dos simples.” – Romanos 16:18

Falsos mestres são simpáticos, amáveis e adoram falar sobre amor. Mas o amor que é proposto é um tipo de amor completamente diferente do que a Bíblia ensina. É um sentimentalismo que põe a verdade de lado em nome do que chamam amor. Qualquer amor que é destrutivo para a verdade total do evangelho (com todo seu lado ofensivo ao homem natural), qualquer amor que ignora a verdade e a vê como um obstáculo, chamando-a de dogmatismo… qualquer amor que é tolerante com o erro ou propaga o erro… tem que ser completamente evitado e combatido… porque isso não está nem próximo da essência daquilo que a Bíblia chama de amor. Toda conversa sobre amor, caridade, missão, união… que põe a verdade de lado é exatamente o trabalho dos falsos mestres, falsos profetas… Como é doce ouvir “paz, paz…” – “E curam superficialmente a ferida da filha do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz.” – Jeremias 6:14 – É isso que Paulo enfatiza: “e com suaves palavras e lisonjas (bajulações) enganam os corações dos simples.” – Romanos 16:18

Na história da igreja homens que ensinaram doutrinas terríveis eram homens simpáticos e amáveis. Ário (Arius 256-336) negava a divindade de Cristo. Ele defendia que o Logos e o Pai não eram da mesma essência, que o Filho era uma criação do Pai, que houve um tempo em que o Filho ainda não existia… Era um líder cristão em Alexandria. Mas é dito sobre ele que era um homem simpático, amável… Era descrito como – brilhante, companheiro, atraente… um tipo de cidadão que todos gostariam de ter ao seu lado em causas nobres. Um tipo de homem que todos gostavam de ver ensinando a Bíblia… ele foi imensamente popular nos seus dias… Exatamente o que Paulo disse: “e com suaves palavras e lisonjas (bajulações) enganam os corações dos simples.” – Romanos 16:18

Outro homem que ensinou as mesmas heresias foi Socino (Fausto Socinus 1539-1604) – Seu ensino rejeitou os pontos de vista ortodoxos teologia cristã no conhecimento de Deus, sobre a doutrina da Trindade, divindade de Cristo , e na soteriologia… Mas ele em si era um cara legal e simpático, amável… Ele é descrito como um verdadeiro cavaleiro. Sua moral estava acima de qualquer suspeita e era conhecido por sua cortesia infalível. É descrito como muito mais cortês do que os Reformadores que viveram na mesma época, Calvino, Lutero… Enfim, Socino é descrito como homem exemplar.

Eis o motivo porque raramente é ou será popular combater e resistir os falsos mestres. Eis o motivo porque Paulo teve grandes problemas para combatê-los em Corinto, na igreja dos Gálatas, e em todas as outras igrejas. Falsos mestres, hereges… são amáveis, falam muito sobre o amor, em ajuda aos necessitados… são simpáticos, falam sobre “paz paz..” – então eles quase sempre são vistos como uma benção para a igreja. Eles sempre tem palavras cativantes. Eles são atenciosos. Eles falam o que muitos querem ouvir. Eles estão prontos a adaptar a verdade. Eles são cavaleiros… Então Paulo diz: “e com suaves palavras e lisonjas (bajulações) enganam os corações dos simples.” – Romanos 16:18

“Suaves palavras” – A frase significa discurso suave. Eles sabem falar de forma inteligente. O diabo coloca os erros mais devastadores não na boca de hereges óbvios… ele não coloca esses erros na boca de homens que são um desastre para o objetivo dele. Palavra suaves e lisonjas. A palavra é eulogia, como elogio. É a ideia de uma eloquência falsa, mentiras bem escolhidas e que tem um som atraente e enganam o coração dos ingênuos, é o que Paulo diz. Inteligente, eloquente, polido, de fala suave, elogiando, lisonjeiro, abraçando causas nobres… Ele ganha o ouvido e engana o coração.

Nunca, nunca será popular resistir falsos mestres na igreja, eles são vistos como benção e não tragédia!

***
Fonte: Site do autor/Via Púlpito Cristão
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

Postagem em destaque

JESUS CRISTO, O GRANDE “EU SOU”

O evangelho de João prova, de forma cabal, a divindade de Jesus Cristo. Faz isso, usando dois expedientes. Primeiro, mostrando que ele t...