O nome correto de Jesus é Yehoshua?



No Antigo Testamento, Josué era chamado de Oshea ben Num, isto é, “Oséias, filho de Num” (Nm 13.8; Dt 32.44). Oshea significa “salvação”. Moisés mudou esse nome para Yehoshua ben Num, que significa: “Josué, filho de Num” (Nm 13.16). Em hebraico, Yehoshua (ouYahushua), por conseguinte, corresponde ao nome Josué, em língua portuguesa, que significa: “YHWH é salvação”.

Como surgiu o nome de Jesus, em português? Como se sabe, Iesous é a forma grega do aludido termo hebraico Yehoshua. Quanto ao vocábulo Jesus, trata-se da forma portuguesa do grego Iesous. Ou seja, o Senhor Jesus é chamado de Iesous no Novo Testamento porque este foi escrito em grego, e não em hebraico. E isso quer dizer que os termosYehoshua, Iesous e Jesus significam exatamente a mesma coisa!

Nos tempos neotestamentários, era comum os hebreus usarem dois nomes. Veja o caso de Paulo: “Saulo, que também se chama Paulo” (At 13.9). Saulo era o seu nome de origem hebraica. E Paulo, o de origem grega. Não há, portanto, problema algum em citar o nome hebraicoYehoshua em sua forma grega — Iesous — ou em português: Jesus.

Falsos mestres há, na Internet, afirmando que o nome verdadeiro do Salvador não é Jesus. Dizem eles que os bilderbergs e illuminatisinventaram esse nome para enganar os ignorantes. O nome correto do Salvador, segundo esses webenganadores, conspiracionistas de plantão, deveria ser Yehoshua.

Dizem esses falsos mestres que um nome jamais deveria ser mudado, alegando que isso é um grande pecado. Ora, haja paciência! Para os brasileiros, New York é Nova Iorque ou Nova York. Quem viaja a Genebra ou estuda a língua francesa descobre que o nome dessa cidade é Genève. E assim por diante...

Para que apegar-se a esse purismo línguístico exacerbado? Se dermos ouvidos a esses que se dizem filólogos, daqui a pouco nenhuma versão da Bíblia poderá ser usada nas igrejas e seminários, e todos os crentes terão de portar Bíblias nas línguas originais, além de serem versados em hebraico, aramaico e grego.

Devemos ter cuidado com a literalidade do texto, a fim de preservarmos o sentido original. Traduzir um nome hebraico ou grego para a língua portuguesa não afeta em nada a mensagem de Deus à humanidade, especialmente a de que Ele amou o mundo de tal maneira, a ponto de dar o seu unigênito Filho, para que todos os que nEle creem não pereçam, mas alcancem a vida eterna (Jo 3.16).

Como se vê, essa é mais uma das muitas questiúnculas levantadas também por ateus, agnósticos, incrédulos e adeptos de seitas anticristãs, com a intenção de verberar contra a Bíblia, a Palavra de Deus. Não nos deixemos enganar por esses webenganadores que visam a confundir a mente de cristãos incautos e desavisados.

Ciro Sanches Zibordi                                  Blog do Ciro
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

Comentários

  1. Apocalipse 3:12 deixa claro que sera um novo nome, o que vemos e muita confubulação de nome, conjuctarações
    para que estabeleça a apostasia, e cumpras as profecias, e se manifeste o anti christo pessoa carismãtica religiosa, vi fer as mesma obras que o amado redentor ressuscitado fez..... um porém não Tera PODER SOBRE OS QUER GURDA O TESTEMUNHO DO CORDEIRO, E OS MANDAMENTOS DO ETERNO O QUE REALMENTE IMPORTA É A CARIDADE DE UMA SÓ FÉ Ñ FINGIDA HALELUUIAS AMÉM.

    ResponderExcluir
  2. Paz Elias!

    Obrigado por comentar,Deus o abençõe!

    Mário

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SINTA SE A VONTADE PARA COMENTAR

Postagens mais visitadas deste blog

AS NOVAS HERESIAS DE NEUZA ITIOKA

Governantes, ouçam a Palavra de Deus!

Um clamor pela intervenção de Deus