Cachorros, crianças abortadas e o cinismo de alguns evangélicos.


Por Renato Vargens


Antes de qualquer coisa quero ressaltar que amo animais. Eu mesmo possuo um cachorrinho o qual trato muito bem. Isto, posto e esclarecido, vamos aos fatos:


Há pouco houve um enorme burburinho por parte dos evangélicos quanto ao caso de uma senhora ter espancado seu cachorro de estimação. Pois é, vi no nas mídias sociais, na televisão, em blogs uma quantidade impressionante de pessoas indignadas, esbravejando e amaldiçoando a agressora com palavras impublicáveis. De fato, fiquei impressionado com o vigor usado por alguns na defesa dos animais.


Ontem o Supremo Tribunal Federal aprovou por oito votos a dois uma lei que permite uma mãe assassinar seu filho abortando-o, desde que o diagnóstico médico seja de anencefalia.


Ao contrário do que podia imaginar, para minha surpresa não houveram tantas manifestações por parte dos evangélicos quanto ao direito à vida de uma criança anencéfala. Na verdade, para nossa tristeza, alguns dos evangélicos nos últimos anos tem se preocupado mais com cachorros do que com gente. Segundo estes, cachorros e animais precisam ser preservados (o que concordo) e fetos anencéfalos devem ser descartados, mortos, despejados na lata do lixo.


Pois é cara pálida, não sei se você sabe, mais em 2005 o segmento de artigos sofisticados para animais de estimação movimentou cerca de R$ 4,2 bilhões. Nesse lindo e maravilhoso comércio é possível encontrar Jóias exclusivas, guarda-roupa de dar inveja à mais consumista das mulheres e tratamento estético capaz de transformar feras em belas não são mais privilégios de consumidores abastados.


Caro leitor, em nossas terras tupiniquins se gasta milhões de reais com os fru-frus e balangandãs dos animais de estimação. Se não bastasse isso, a cada novo dia, novas modalidades são inventadas no desejo único de satisfazer as necessidades de sua majestade, o Pet. Interessante também que neste país de milhares de pet shops, de hotelaria pra cachorros, de xampus especiais, de psicólogos caninos, bem como alimentação de fazer inveja a muita gente boa neste país, milhões de pessoas, passam fome, vivendo abaixo da linha da pobreza, experimentando o caos, a vergonha e até mesmo a morte.


Será que você não fica chocado com isso? Pois é, eu fico! Antes que os defensores dos animais se levantem e me execrem, condenando-me dizendo que os seus bichinhos tem todo o direito de serem tratados com “singular humanidade”, aliais, segundo o ex-ministro do trabalho, Rogério Magri, os animais são “seres humanos” como outro qualquer.


Caro leitor, claro que animais, precisam ser tratados com carinho, atenção e respeito, contudo, confesso que fico estarrecido em saber que cães e gatos levam vidas de príncipes enquanto o homem criado a imagem e semelhança de Deus, assassina seus semelhante num ato de eugenia.


Que pais é este? Já perguntava Renato Russo ná de cada de 90. Que sociedade é essa? Como dizia o poeta: A burguesia fede!


É! meus amigos, parece que o amor de muitos está se esfriando!


Que Deus tenha misericórdia dessa geração!

Renato Vargens
FONTE: BLOG DO RENATO VARGENS

Em Cristo,

Mário César de Abreu

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS NOVAS HERESIAS DE NEUZA ITIOKA

Governantes, ouçam a Palavra de Deus!

Um clamor pela intervenção de Deus