Denúncia: evento LGBT em Brasília defende que crianças mexam sexualmente em outras do mesmo sexo

AMADOS,LEIAM ESTA MATÉRIA E FIQUEM ATENTOS,OREM PARA QUE DEUS NOS LIVRE DESTES HOMENS DEPRAVADOS QUE QUEREM DESTRUIR NOSSAS CRIANÇAS E NOSSA SOCIEDADE.
MARIO

Por Paulo Teixeira



No dia 15 de maio deste ano foi realizado em Brasília o 9º Seminário LGBT.

O encontro proposto pelo deputado Jean Wyllys (PSOL) teve a temática voltada a ‘crianças gays’ (vê se pode!) sob o tema “todas as infâncias são esperança” e foi realizado na Comissão de Direitos Humanos e de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados.

Além de discursos veementes pela volta do kit gay do MEC, proposto na época em que Fernando Haddad era Ministro (atual candidato do PT à prefeitura de SP), uma outra proposta enfocou que crianças sejam livres para conhecer sexualmente o corpo das outras, menina com menina, assim como menino com menino.

“Deixem a crianças brincarem em paz. Isto as tornará adolescentes e adultos mais inteligentes epotencialmente mais perspicazes e no enfrentamento e na transformação do mundo que lhes deixamos como herança”, disse uma debatedora. Para ela, este tipo de ‘brincadeira’ não levará as crianças a serem homossexuais ou lésbicas.

Que loucura ‘científica’ e ‘sociológica’ é essa?

Deixar crianças do mesmo sexo ‘brincarem em paz‘, estimulando o órgão genital uma das outras, torná-lhes-á futuramente mais inteligentes?

O objetivo é tentar mostrar que os adultos homossexuais são mais inteligentes, uma raça superior, pois tiveram liberdade desde a infância e nunca foram reprimidos, com isto são mais livres para pensar e olhar o mundo de forma mais humana ?

É evidente que este tipo de discurso não se cerca de alicerce científico, nem mesmo fundamenta-se em aceitável estudo do comportamento social, mas trata-se de uma implícita mensagem subliminar, cujo fim é mostrar às crianças, com materiais como o kit gay, que somente serão inteligentes, no futuro, aquelas que desde cedo começarem a ter uma relação homossexual. Um verdadeiro ataque à inocência infantil.

Outras aberrações foram ditas no encontro (link do vídeo no fim deste artigo).

O deputado e ex-BBB Jean Wyllys aproveitou para alfinetar pastores e psicólogos cristãos. Ao referi-se aqueles que foram buscar ajuda por ‘estarem dentro do armário’, disse que estes caíram nas mãos de ‘psicólogos charlatães e pastores curandeiros’.

Em outro momento, o ex-BBB manifesta indignação quanto aos fundamentos bíblicos. Para ele, aqueles que se apegam à Bíblia, ao pé da letra, são fundamentalistas religiosos.

O que dizer então do texto abaixo?

“Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus”. (1 Co 6.9-10, versão NVI)

Pelo lógica do deputado, todo cristão que interpreta o texto citado, ipsis litteris, é um fundamentalista religioso. Logo, são extremistas religiosos.

Um outro ativista, ao comentar sobre pedofilia, citou que mais de 70% dos pedófilos são pessoas ligadas à família da criança abusada. Os outros 30%, segundo ele, talvez seja formado por pastores e padres.

Se alguém imagina que as ações homossexualistas propostas pelos ativistas gays, Brasil afora, são finitas, engana-se. As ações são nos três entes federativos – União, estados e municípios - e conta com apoio de grandes órgãos da imprensa, como também de diversos políticos.

Em São Paulo, por exemplo, os ativistas gays do PT exigem que Fernando Haddad (ex-ministro do MEC), candidato à prefeitura de São Paulo, adote o kit gay para crianças do ensino básico, como também a contratação de professores travestis. Para Haddad, caso vença as eleições, a exigência dos ativistas, em relação ao kit gay municipal, não será difícil de ser implementada, pois poderá aproveitar o ‘cacife’ adquirido durante a confecção do kit gay do MEC.

Quando assisti o vídeo fiquei pasmado, aterrorizado.

Nossas crianças precisam de ajuda e de apoio.

O que se espera agora é que a sociedade brasileira reaja a essa nefasta tentativa de atingir as crianças brasileiras, em particular aquelas que dependem do ensino público, foco dos materiais ‘didáticos’.

Clique aqui e assista o vídeo do Seminário LGBT.

Por Paulo TeixeiraPaulo Teixeira é carioca, cristão evangélico da igreja Assembleia de Deus e atua na internet como blogueiro e articulista, desde 2007, focando assuntos sociais, políticos e religiosos, analisando-os sob a ótica cristã. Licenciado em matemática pela Universidade Castelo Branco (UCB/RJ) e graduando em história pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).
***
Fonte : Gospel mais
***
Em Cristo,
Mário César de Abreu

Comentários

  1. Paz pr,
    Tenho dois filhos abençoadíssimos e que me esforço muito para ensiná-los os princípios da Palavra de Deus para que uma verdadeira herança seja deixada tanto para eles como para a nossa posteridade. Leio a Bíblia para eles, leio a Bíblia na frente deles, oro com eles e oro na frente deles e lhes mostro através da minha vida o que eles precisam fazer para que sejam bons cidadãos e íntegros. Agora, de repente, vem um desconhecido, eleito com votos sabe lá de quem, e quer tentar mudar tudo isso e nos fazer engolir suas perversidades à força. Eu como cristão protesto e repudio isso, porém a atitude de Jean, penso eu, é mais polêmica por que dá "status" e gera repercussão, e, se gera repercussão ele será lembrado novamente em outras eleições, ele não está pensando somente em sua causa, tem muita auto-promoção aí. Também atitudes como as dele são reflexo de uma sociedade que vai de mau a pior e que jaz nas mãos do maligno (I Jo. 5:19), nós somos de Deus, de fato. Por isso eu não me surpreendo. Mas estou alerta. Fique na paz.

    ResponderExcluir
  2. PAZ AMADO!!

    SABEMOS SER INEVITÁVEL QUE ESTAS COISAS ACONTEÇAM NOS ULTIMOS DIAS,O MUNDO ESTA AFUNDANDO AINDA MAIS POIS, UM ABISMO CHAMA OUTRO ABISMO-"Um abismo chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado sobre mim." (Salmos 42 : 7)-E NÓS ,CRENTES EM JESUS TEMOS QUE AUMENTAR A NOSSA VÓZ E FALAR ,SEJA PROIBIDO PELO GOVERNO OU NÃO,NESTE CASO, TEMOS QUE OBEDECER A DEUS E NÃO AOS HOMENS. OREMOS TAMBÉM, PARA O QUE O SENHOR EM SUA INFINITA SABEDORIA E MISERICÓRDIA, LIVRE AS NOSSAS CRIANÇAS.

    EM CRISTO,

    MÁRIO

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SINTA SE A VONTADE PARA COMENTAR

Postagens mais visitadas deste blog

AS NOVAS HERESIAS DE NEUZA ITIOKA

Um clamor pela intervenção de Deus

Governantes, ouçam a Palavra de Deus!