Porque a palavra não está frutificando?




Na parábola do Semeador, Jesus falou sobre quatro tipos de solo: o solo impenetrável, o superficial, o ocupado e o fértil. Os três primeiros não frutificaram. No primeiro a semente não chegou sequer a brotar. Nos dois seguintes: o solo rochoso e o solo tomado pelo espinheiro, a semente brotou, mas não frutificou. Vamos examinar o que aconteceu com a semente que caiu no meio dos espinheiros. Esse é o solo disputado por outras coisas além da semente. É o solo ocupado por outras coisas. Ouçamos o próprio Senhor Jesus: “Outra parte caiu entre os espinheiros; e os espinhos cresceram e a sufocaram, e não deu fruto [...]. Os semeados entre os espinhos, são os que ouvem a Palavra, mas os cuidados do mundo, a fascinação da riqueza e as demais ambições, concorrendo, sufocam a Palavra, ficando ela infrutífera” (Mc 4.7,18,19).

Vejamos quais as características de um coração ocupado:

1. Um coração ocupado ouve a Palavra, mas dá atenção a outras coisas –Marcos diz que a semente caiu entre os espinhos (Mc 4.7) e Lucas diz que os espinhos cresceram com a semente (Lc 8.7). Esses espinhos formavam uma cerca viva fechada, no meio do qual alguns pés de cereal até conseguiam crescer, mas ficavam medíocres e não carregavam a espiga. Esse coração é como um campo de batalha disputado. O espírito do mundo o inunda como uma enxurrada e sufoca a semente da Palavra. Uma multiplicidade de interesses toma o lugar de Deus. Há outras coisas que fascinam sua alma. Esse ouvinte não tem ordem de prioridade correta, pois são muitas as coisas que tratam de tirar a Cristo do lugar principal.

2. Um coração ocupado é sufocado pela concorrência dos cuidados do mundo
– Esse ouvinte chegou a ouvir a Palavra, mas os cuidados do mundo prevaleceram (Mc 4.18,19). O mundo falou mais alto que o evangelho. As glórias do mundo tornaram-se mais fascinantes que as promessas da graça. A concupiscência dos olhos, a concupiscência da carne e a soberba da vida tomaram o lugar de Deus na vida desse ouvinte. Ele pode ser chamado de um crente mundano. Ele quer servir a dois senhores. Ele quer agradar a Deus e ser amigo do mundo.

3. Um coração ocupado é sufocado pela concorrência da fascinação da riqueza – Esse ouvinte dá mais valor à terra que ao céu; mais importância aos bens materiais do que a graça de Deus. O dinheiro é o seu deus. A fascinação da riqueza fala mais alto que a voz de Deus. O esforço para conseguir posição social, por meio de posses, segurança material, traz ansiedade tal que sufoca as aspirações por Deus.

4. Um coração ocupado é sufocado pela concorrência de muitas ambições -O evangelista Marcos fala de “demais ambições” e Lucas fala dos “deleites da vida”. Esse ouvinte é obcecado pelos prazeres da vida. Ele é um hedonista e não um cristão.

5. Um coração ocupado é infrutífero - A semente fica mirrada. Ela nasce, mas não encontra espaço para crescer. Ela chega até a crescer mais não produz fruto. Esse ouvinte desvirtua-se numa coisa aparente, numa casca vazia, numa sombra pálida. É como a igreja de Sardes, tem nome de que vive, mas está morto.

Rev. Hernandes Dias Lopes                   Blog Palavra da Verdade
***
Em Cristo,
Mário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS NOVAS HERESIAS DE NEUZA ITIOKA

Governantes, ouçam a Palavra de Deus!

Um clamor pela intervenção de Deus