Foro de São Paulo: “O colapso da URSS” “As cúpulas do PC de Cuba e do PT do Brasil” "Diálogo Interamericano" “CFR”

Por Marilda Oliveira  ASSISTA AO VIDEO E LEIA A HISTÓRIA ABAIXO



Nota do autor: A sociedade brasileira está hoje na terrível opção de escolher o candidato à presidência do Brasil. Peço a todos lembrar quando FHC se tornou membro do DI Diretório Interamericano "Establishment" e logo depois Lula também foi ingresso. Lembrem quando a Dilma aproveitou a sua ida a ONU para camuflar uma visita obrigatória ao QG. do Governo Mundial em New York, o CFR. O Diretório e o CFR tem ligações com o Foro de San Pablo. Mas há que voltar ao Foro de São Paulo, que nasceu em julho de 90, mas foi concebido, tendo Fidel por pai e Lula por mãe, em janeiro de 89, em reunião de cúpula do PC de Cuba e PT do Brasil. José Genuíno estava presente, conforme descrição do livro de Frei Beto (irmão terceiro dominicano, que não é sacerdote), com o título de “O Paraíso Perdido” - Nos Bastidores do Socialismo”. O Brasil pede mudanças.
http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2012/09/a-presidenta-dilma-aproveitou-sua-ida.html


Para saberem sobre o CFR:
CEBRI – Centro Brasileiro de Relações Internacionais (braço do CFR) no Brasil
Não importa quem vença as eleições : o CFR sempre ganha.
http://www.brasilacimadetudo.com/2007/02/cebri-o-braco-do-conselho-das-relacoes-exteriores-cfr-no-brasil/
http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-cebri-o-bra%C3%A7o-do-cfr-no-brasil


Convém lembrar que o candidato à presidência Aécio Neves já declarou em seus discursos que não apoia as orientações, mandos, e doutrinas de esquerda de Fernando Henrique Cardoso! (só o tempo nos dirá)
https://www.youtube.com/watch?v=0CDOpQ9DxBU


A sociedade brasileira quer saber se a sra. Marina Silva pretende acabar com o Foro de San Pablo fundado secretamente no Brasil em 1990 por Lula, Fidel, Farc, e com todo o vestígio dele no Brasil pelo fim da União Soviética [8]. Faço lembrar a candidata Marina que o seu partido PSB faz parte do Foro de San Pablo. Se eleita pela bolsa Itaú e colete britânico, como ficará o Brasil? terceira via comunista? O falecido advogado paulista José Carlos Graça Wagner, o primeiro homem que denunciou o Foro de São Paulo, sofreu tantas difamações e perseguições que no fim seu escritório de advocacia tinha um só cliente: ele mesmo, e morreu de desgosto.



Quando a "direita" brasileira recusou ouvidos, ao advogado paulista José Carlos Graça Wagner, sobre o Foro de São Paulo que o denunciou publicamente em 1º de setembro de 1997, e não faltou quem o rotulasse como “teóricos da conspiração”., perdeu não só a oportunidade de sobreviver politicamente - hoje, até os "Srs" presidentes da República sabe e declara que a direita já não tem a mínima perspectiva de acesso ao poder. De 1990 até então, a direita nacional não fez senão tentar por todos os meios aplacar o inimigo, oferecendo-lhe uma resistência débil e risível que só criticava seus pequenos erros econômico-administrativos para melhor ajudá-lo a ocultar seus crimes maiores[2]. De uns anos para cá, quando o Foro já tinha feito e desfeito governos em toda a América Latina, elegendo presidentes dos países do continente 15 membros da organização do Foro, seu nome começou a aparecer aqui e ali em reportagens, como se o Foro fosse apenas uma entidade como outra qualquer. https://www.youtube.com/watch?v=BRW-fdcaMfM#t=195



Marina Silva, declarou sobre o Foro de São Paulo: O Foro não chegou a ser desenvolvido! eu mesma foi quem representei contra esse foro quando era senadora do PT e tem mais, quando eleita pelo PSB (que pertence ao Foro!) vou exterminar todo vestígio que ficou dele .Qualquer desgraça que o PT fez pra tirar a democracia no Brasil será desfeita. Só o tempo dirá se de fato Marina irá contra os argumentos do seu padrinho Lula![7]


(NT: Marina discursa ao sabor do vento conforme sua conveniência interesse e, como afirmou Dirceu, é o Lula de saias.)


O discurso da Dilma Rousseff sobre o Foro de São Paulo comprova hoje que ele foi criado secretamente pelo PT Brasil e PC de Cuba para transformar a América Latina no regime totalitário soviets: http://www.youtube.com/watch?v=7bQAw3AoCyE


Os jornais e supostos oposicionistas brasileiros esconderam do grande público a existência do Foro de São Paulo.



Todos aqueles supostos liberais, intelectuais e conservadores se calaram a respeito do Foro de São Paulo quando ainda era possível deter o crescimento do monstro.


Quando a polícia de São Paulo prendeu a peruana Juliana Custódio, envolvida na morte de um bombeiro, a TV Bandeirantes deu destaque para o caso. A Globo deu uma nota e esqueceu o assunto, um juiz entrevistado pela Band disse o seguinte: em dez anos estará formada no Brasil a maior rede terrorista jamais vista nas Américas; ela é inevitável. A peruana é apontada como elo de ligação entre as FARC e o PCC.” http://noticias.terra.com.br/brasil/guerraurbana/interna/0,,OI1028585-EI7061,00.html



Enquanto isso, o sr. Lula PT & Camarilha continuou atribuindo a onda de violência em São Paulo à (aliás inexistente) falta de vagas para as crianças nas escolas. É um cínico e um cara-de-pau como jamais se viu.
Em 1997, na reunião do Foro, em Porto Alegre, com a presença do Sub-Comandante Marcos, do México, (por quê "sub"?), decidiu-se que o braço político, no Brasil, era o PT e o braço revolucionário era o MST. Este faria presença, mas se manteria em certos limites, enquanto o PT (o conhecimento desse esquema é mais da cúpula do que dos militantes e mesmo dirigentes "marginalizados"), estivesse em condições de alcançar o poder, dentro do sistema político, e, portanto, enquanto possível a reeleição de Lula, afim de tranqüilizar o esquema financeiro internacional.


Se, porém, o braço político falhar ou se tornar inviável, o MST entra com tudo, contra as elites, como é ensinado em todos os "cursos" do MST, inclusive em sua "universidade".


Enquanto isso, o sr. Lula & Camarilha continuou atribuindo a onda de violência em São Paulo à (aliás inexistente) falta de vagas para as crianças nas escolas. É um cínico e um cara-de-pau como jamais se viu.


Foro de São Paulo é a mais vasta organização política que já existiu na América Latina e, sem dúvida, uma das maiores do mundo. Dele participam todos os governantes esquerdistas do continente. Mas não é uma organização de esquerda como outra qualquer. Ele reúne mais de uma centena de partidos legais e várias organizações criminosas ligadas ao narcotráfico e à indústria dos seqüestros, como as FARC e o MIR chileno, todas empenhadas numa articulação estratégica comum e na busca de vantagens mútuas. Nunca se viu, no mundo, em escala tão gigantesca, uma convivência tão íntima, tão persistente, tão organizada e tão duradoura entre a política e o crime.


Durante dezesseis anos, todos os jornais, canais de TV e estações de rádio deste País – todos, sem exceção, inclusive aqueles que mais se gabavam de primar pelo jornalismo investigativo e pelas denúncias corajosas – se recusaram obstinadamente a noticiar a existência e as atividades dessa organização. Ligação íntima entre o Foro de São Paulo e uma prestigiosa entidade da esquerda chique americana, o "Diálogo Interamericano". Não sei se essa prova específica existe ou não, nem se ela é realmente necessária para demonstrar algo que metade da América já conhece por outros e abundantes sinais.


O Diálogo Interamericano DI, fazia propaganda descarada do candidato petista Lula, proclamando-o “uma encarnação do sonho americano”. Embora fosse uma interferência ilegal e indecente de autoridade estrangeira numa eleição nacional -- só não causando escândalo porque até a prepotência imperialista se torna amável quando trabalha para o lado politicamente correto. Logo em seguida, foi repetida ipsis litteris, sem citação de fonte, num artigo da New York Review of Books que celebrava entusiasticamente a vitória de Lula. Adivinhem quem assinava o artigo? O indefectível Kenneth Maxwell. Em artigo publicado na New York Review of Books – e, é claro, reproduzido na Folha --, Maxwell declarava que o Foro simplesmente não existia, porque “nem os mais bem informados especialistas com quem conversei no Brasil jamais ouviram falar dele”.

Luiz Felipe de Alencastro, professor de História do Brasil na Sorbonne e colunista da Veja, brilhava num debate do CFR emprestando à tese da inexistência do Foro de São Paulo. [3,4,6].



Em 1999, Membros importantes do CFR tiveram contatos próximos com as organizações criminosas participantes do Foro de São Paulo o presidente da Bolsa de Valores de Nova York, Richard Grasso,membro do CFR, fez uma visita de cortesia ao comandante das Farc, Raul Reyes, e saiu dali festejando a comunidade de interesses entre a quadrilha colombiana e a elite financeira “progressista” dos EUA. Logo em seguida, outros dois membros do CFR, James Kimsey, presidente emérito da America Online, e Joseph Robert, chefe do conglomerado imobiliário J. E. Robert, tinham um animado encontro com o próprio fundador das Farc, o velho Manuel Marulanda, e em seguida iam ao presidente colombiano Pastrana para tentar convencê-lo, com sucesso, a ficar de bem com a narcoguerrilha.
A divisão de trabalho era nítida: os potentados do CFR negociavam com a principal força de sustentação militar e financeira do Foro de São Paulo, enquanto seus office-boysintelectuais cuidavam de despistar a operação proclamando que o Foro nem sequer existia.
O CFR "alardeava a intenção" de eliminar a influência do narcotráfico nos governos ao mesmo tempo que contribuía ativamente para que essa influência se tornasse mais vasta e fecunda do que nunca.

Ao CFR pertencia também o presidente Clinton, cujo famigerado Plano Colômbia tinha tido por principal resultado eliminar os concorrentes e entregar às Farc o quase monopólio do mercado de drogas na América Latina [4]. Em 2003 Lula protegeu e armou pelo Foro de San Pablo o narcotráfico, e decretou o “estatuto do desarmamento” que não veio para garantir a segurança e a vida do cidadão comum, mas para escravizá-lo.


Em resumo, apresento matéria completa do foro de San Pablo com vídeos no link: http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2014/03/24/conheca-o-foro-de-sao-paulo-o-maior-inimigo-do-brasil/


Notas:
[2] http://www.midiasemmascara.org/artigos/conservadorismo/10305-abaixo-a-verdade.html
[3] http://www.olavodecarvalho.org/semana/0709digestoeconomico.html
[4] http://www.olavodecarvalho.org/semana/060605dc.html
[5] http://la3.blogspot.com.br/2005/06/misso-de-dirceu-chutar-o-pau-da.html
[6] http://www.brasilsoberano.com.br/artigos/Anteriores/odialogointeramericano.htm
[7] http://gospelrevista.blogspot.com.br/2014/09/marina-responde-boatos-do-foro-sao-paulo.html
[8] A Rússia foi o primeiro país do mundo a implantar um regime socialista baseado nos princípios do marxismo.


Em 1959 o bloco socialista seria ampliado com a inclusão de Cuba, primeiro país da América Latina a adotar o regime comunista. Fidel Castro é o campeão absoluto da "exclusão social", pois 2,2 milhões de pessoas, 20% da população de Cuba, tiveram que fugir durante o regime comunista. Esses fatos promoveram a aproximação de Fidel com os soviéticos, de quem passou a receber ajuda financeira.
É sumamente melancólico - porém não irrealista - admitir-se que, nos anos 60, este grande país Brasil não tinha senão duas miseráveis opções: "anos de chumbo" ou "rios de sangue"...
Não houve prisões brasileiras comparáveis a La Cabaña (onde ainda em 1982 houve 100 fuzilamentos). Estranhamente, artistas, intelectuais e políticos que denunciavam a tortura brasileira, visitam Cuba e chegam a tecer homenagens a Fidel e a seu algoz-adjunto, Che Guevara.
A morte de Brejnev em 1982, trouxe problemas na cúpula hierárquica, pois seus sucessores, idosos e doentes, vieram a falecer pouco tempo depois da posse.
Em fevereiro de 1986, Gorbatchev lançou uma campanha contra a corrupção e a ineficiência na administração, com propostas de maior liberdade na política, na economia e na cultura.
Em março de 1989, pela primeira vez na União Soviética, realizaram-se eleições livre
Em fevereiro de 1990, uma nova legislação partidária estabelecia a permissão para a organização de novos partidos políticos. Em março de 1991, um plebiscito em toda a União Soviética.
Em 1990, Lula Fidel Castro, Farc, cria o Foro de San Pablo no Brasil. Dele participam todos os governantes esquerdistas do continente, as conversações discretas, ou reservadas, onde o destino de vários países é decidido pelas costas da população. Lula conheceu Fidel Castro no dia 19 de julho de 1980 do primeiro aniversário da Frente Sandinista quando o orador principal foi Tomás Borges.. TODOS os que ocultaram ou disfarçaram durante quase duas décadas a existência do Foro de São Paulo são culpados pelo que está acontecendo hoje no Brasil.
Em 19 de agosto de 1991, Gorbatchev fora vítima de um golpe de Estado, Gorbatchev permaneceu 60 horas preso na Criméia. Vários chefes de Estado do Ocidente exigiram enfaticamente a recondução de Gorbatchev ao poder.
Em 4 de setembro de 1991, Gorbatchev, como presidente da União Soviética, e Bóris Yeltsin, na qualidade de presidente da Rússia, e mais os líderes de outras nove repúblicas, em sessão extraordinária do Congresso dos Deputados do Povo, apresentaram um plano de transição para criar um novo Parlamento. em li de dezembro de 91, a situação se precipitou com a consolidação da independência da Ucrânia, aprovada em um plebiscito com uma votação favorável de 90% de sua população.
Numa espécie de golpe branco contra Gorbatchev, sete dias depois, os presidentes das repúblicas da Rússia, Ucrânia e Bielorússia, reunidos na cidade de Brest, criaram a Comunidade de Estados Independentes (CEI), decretando o fim da União Soviética.
Em 17 de dezembro de 1991 Gorbatchev foi comunicado que a União Soviética desapareceria oficialmente na passagem de Ano Novo.
Na seqüência, no dia 21 de dezembro, os líderes de 11 das 15 repúblicas soviéticas reuniram-se em Alma-Ata, capital do Casaquistão, para referendar a decisão da Rússia, Ucrânia e Bielorússia e oficializar a criação da Comunidade de Estados Independentes e o fim da União Soviética.
Gorbatchev, agora, governava sobre o vazio.
Em 1991, Fidel Castro que até então vivia com ajuda da extinta União Soviética, sigilosamente, passou a viver as custas do Brasil, do suor do povo brasileiro através do comunista Foro de San Pablo mantido pelo governo petista.

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/russia/russia-3.php
***
Fonte: http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2014/09/foro-de-san-pablo-o-colapso-da-urss-as.html
*** Informando sempre contra o terrosimo de extrema esquerda:
Mário César de Abreu

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS NOVAS HERESIAS DE NEUZA ITIOKA

Governantes, ouçam a Palavra de Deus!

Um clamor pela intervenção de Deus