MARA MARAVILHA DIZ QUE LANÇARÁ BIBLIA DE ESTUDO “UNGIDA”!





Por Jussara Teixeira, no Gospel +

A cantora evangélica Mara Maravilha acaba de lançar mais um produto da linha assinada por ela. A “Bíblia Ministerial”, que segundo informações do Diário de S.Paulo, a obra é uma espécie de livro de autoajuda.

‘Eu não tenho luz própria. Só estou refletindo a luz de Deus’, disse Mara, que por anos foi apresentadora de programas infantis.

Mara descreveu há meses, enquanto ainda estava em processo de elaboração da Bíblia, que reservou um tempo para se consagrar e inserir comentários relevantes na publicação.

“Podem esperar uma bíblia com muita unção de Deus, mensagens inspiradoras, testemunhos. Estou me empenhando muito para esse trabalho, jejum, oração. Meu objetivo é fazer o meu melhor para Deus, levar a luz, paz, perdão, amor, fé, vitória, bênçãos, milagres, alcançando vidas para as mesmas se tornarem mais que vencedoras”, disse à época a cantora.

Ela disse que se inspirou na pastora norte-americana Joyce Meyer. “Ela é aquela mãezona, aquela irmã mais velha, a melhor amiga que desejamos sempre ter ao nosso lado. É como se ela estivesse falando a todo o tempo: você também vai conseguir”, afirmou.

A cantora possui diversos produtos voltados ao segmento evangélico. Além ter assinado com uma gravadora um álbum com músicas para o público adulto, ela lançou também um CD e DVD infantil, livros para adultos e crianças e organiza caravanas anuais a Israel.

***
 Fonte:   Púlpito Cristão

Comentario do Ruy Marinho, do Bereianos:

Como assim Bíblia com muita unção? Existe Bíblia com “pouca unção”? Por que a Bíblia dela é melhor que a minha Bíblia? A Bíblia que temos não é suficiente? O que ela entende por “unção”?

Enfim, perguntas retóricas que eu faço sobre mais uma gororoba de autoajuda, introduzida na Bíblia para desvirtuar a verdadeira mensagem do evangelho, tudo isso para a alegria do mercado go$pel… lamentável!

Mário César de Abreu

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AS NOVAS HERESIAS DE NEUZA ITIOKA

Governantes, ouçam a Palavra de Deus!

Um clamor pela intervenção de Deus